Boletim de Serviço Eletrônico em 29/03/2022

Ministério da Educação

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

UTFPR - CAMPUS DOIS VIZINHOS
DIRETORIA-GERAL - CAMPUS DOIS VIZINHOS
DIR. DE GRAD. E EDUCACAO PROFISSIONAL-DV
SECRETARIA DE BACHARELADO E LICENCIATURAS-DV
COORD. CURSO LICEN. CIEN. BIOLOGICAS-DV

Instrução Normativa COBIO-DV/UTFPR nº 3, de  29 de março de 2022 

 

 

  

Dispõe sobre a Unidade Curricular de Estágio e sua operacionalização no Curso de Ciências Biológicas modalidade Licenciatura.

 

 

O COLEGIADO DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS MODALIDADE LICENCIATURA DA UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO CAMPUS DOIS VIZINHOS, no uso de suas atribuições legais e estatutárias e:

 

 

R E S O L V E:

 

Aprovar a Instrução Normativa que estabelece as Normas Complementares para o Estágio do Curso de Ciências Biológicas, modalidade Licenciatura, DA UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ, CAMPUS DOIS VIZINHOS.

 

 

CAPÍTULO I

DA FINALIDADE

 

Art. 1º O Estágio Curricular Supervisionado em Ciências e Biologia – Modalidade Licenciatura é o momento utilizado para a concretização da prática educativa em suas diferentes dimensões, e tem por objetivos:

I -Oportunizar ao licenciando a vivência de diferentes situações reais do processo de ensino-aprendizagem, de Ciências e Biologia;

II -Proporcionar a reorganização, a integração e a socialização do conhecimento, bem como a implementação de inovações didático-pedagógicas que estimulem mudanças qualitativas na aprendizagem, contribuindo para a melhoria do ensino de Ciências e Biologia;

III -Contribuir para o desenvolvimento do educando através da mediação do conhecimento historicamente construído e sistematizado como saber escolar, na unidade teoria-prática, possibilitando uma leitura da realidade;

IV -Estabelecer relações de colaboração e de apoio mútuo, através da interação universidade-escola, discente em estágio e professor da Educação Básica, avaliando a realidade educacional e repensando a prática educacional vigente, contribuindo para a formação dos discentes e o desenvolvimento da escola.

 

CAPÍTULO II

DA OPERACIONALIZAÇÃO

 

Art. 2º O estágio Curricular Supervisionado de Ciências e Biologia – Modalidade Licenciatura é desenvolvido em diferentes níveis de interação entre o Estágio Curricular Supervisionado, o professor do Ensino Superior, o aluno na Escola de Educação Básica e o docente da Educação Básica, permitindo o envolvimento do licenciando, de forma a criar condições que evidenciem segurança, iniciativa, autonomia e senso crítico, oportunizando-lhe uma experiência concreta de ensino.

Art. 3º O Estágio Curricular Supervisionado é desenvolvido em quatro disciplinas obrigatórias para a modalidade de Licenciatura, num total de 536 horas/aula, assim distribuídas:

I -134 horas/aula na disciplina de Estágio Curricular Supervisionado em Ciências I;

II -134 horas/aula na disciplina de Estágio Curricular Supervisionado em Ciências II;

III -134 horas/aula na disciplina de Estágio Curricular Supervisionado em Biologia I;

IV- 134 horas/aula na disciplina de Estágio Curricular Supervisionado em Biologia II.

 

Art. 4º O desenvolvimento do Estágio Curricular Supervisionado em Ciências I e o Estágio Curricular Supervisionado em Biologia I ocorrem nas seguintes etapas:

I - Parte teórica: disciplina ministrada pelo docente da disciplina de Estágio Curricular Supervisionado, em aulas presenciais com os discentes. Estas aulas objetivam a discussão da prática escolar, bem como de referenciais teóricos sobre a mesma e o encaminhamento dos processos burocráticos para a realização desse processo de ensino-aprendizagem nas Escolas de Educação Básica. As demais atividades desenvolvidas durante os Estágios são contabilizadas como Complementação de Carga Horária - CCH, conforme descrição a seguir:

II – Ambientação: aproximação e conhecimento do âmbito escolar com observações na Escola de Educação Básica e troca de experiências com o professor supervisor, equipe pedagógica, direção e demais integrantes da escola. Visando o (a):

a) contato inicial com o corpo docente, discente e equipe administrativa;

b) reconhecimento dos recursos humanos, físicos e materiais;

c) identificação da filosofia e dos objetivos educacionais da instituição;

d) diagnóstico do cotidiano escolar.

III – Observação: esta etapa é destinada a observação de aulas dos professores supervisores que irão auxiliá-los nesse processo.

IV – Planejamento e Participação: destinado à colaboração do estagiário sob supervisão do professor regente em sala de aula. Sendo que para a realização dessa etapa deverão ser realizadas as orientações feitas em sala de aula.

V – Relatório final: nessa etapa o aluno elabora o relatório referente às atividades desenvolvidas durante o Estágio Curricular Supervisionado de acordo com o modelo de relatório (Anexo 1). Ao final do Estágio Curricular Supervisionado, os alunos entregam uma versão em pdf.

Parágrafo único: o aluno em Estágio Curricular Supervisionado só poderá concretizar essa disciplina, após a entrega do Relatório Final com toda documentação e orientações repassadas pelo professor da disciplina. Desta forma o Relatório final de Estágio é requisito obrigatório para finalização dessa disciplina, conforme art. 34 do Regulamento Geral de Estágio Curricular Supervisionado da UTFPR.

 

Art. 5º O desenvolvimento do Estágio Curricular Supervisionado em Ciências II e o Estágio Curricular Supervisionado em Biologia II ocorrem nas seguintes etapas:

I – Parte teórica: disciplina, ministrada pelo docente da disciplina de Estágio Curricular Supervisionado, em aulas presenciais com os discentes. Estas aulas objetivam a discussão da prática escolar, bem como de referenciais teóricos sobre a mesma e o encaminhamento dos processos burocráticos para a realização desse processo de ensino-aprendizagem nas Escolas de Educação Básica. As demais atividades desenvolvidas durante os Estágios são contabilizadas como Complementação de Carga Horária - CCH, conforme descrição a seguir:

II – Ambientação/Observação: esta etapa é destinada a observação de aulas dos professores supervisores pelos estagiários quando for necessário (no caso de estagiários que realizaram o Estágio Curricular Supervisionado em Ciências e Biologia I em escolas ou turmas diferentes em relação ao local do Estágio Curricular Supervisionado em Ciências e Biologia II).

III – Planejamento e Regência de classe: nesta etapa os estagiários planejam e ministram aulas de Ciências e Biologia. Nessa etapa, o aluno será acompanhado constantemente pelo professor supervisor da Escola de Educação Básica e o professor orientador da Instituição de Ensino Superior, que irá orientar e observar as aulas dos alunos no mínimo 1/5 da carga horária de regência.

IV – Elaboração do relatório final: nesta etapa os estagiários elaboram o relatório final (Anexo 2) de estágio com todos os documentos exigidos no presente regulamento.

Parágrafo único: o aluno em Estágio Curricular Supervisionado só poderá concretizar essa disciplina, após a entrega do Relatório Final com toda documentação e orientações repassadas pelo professor da disciplina. Desta forma o Relatório final de Estágio é requisito obrigatório para finalização dessa disciplina, conforme art. 34 do Regulamento Geral de Estágio Curricular Supervisionado da UTFPR.

 

Art. 6º Para a realização de Estágio Curricular Supervisionado é exigido do discente:

I – Elaboração do plano de estágio (Anexo 3);

II – Providenciar as assinaturas no termo de compromisso entre a Escola de Educação Básica e a UTFPR – DEPEC/DEPEX e demais documentos exigidos pela Unidade Concedente;

III – Demais documentos exigidos no plano de ensino das disciplinas de Estágio Curricular Supervisionado.

Parágrafo único: será estabelecida uma data para o trâmite dessa documentação entre o aluno e o DEPEC/DEPEX, a não realização desse processo impedirá que o aluno realize o seu estágio. A finalização desses documentos e entrega ao DEPEC/DEPEX é requisito obrigatório para o inicio do Estágio Curricular Supervisionado.

 

Art. 7º Os estabelecimentos escolhidos para o desenvolvimento do Estágio Curricular Supervisionado de Ciências e/ou Biologia devem pertencer preferencialmente ao município de Dois Vizinhos e à rede pública de ensino. Aqueles alunos que comprovarem por meio de documentação (comprovante de residência e carteira de trabalho) poderão realizar o Estágio Curricular Supervisionado no mesmo.

Parágrafo único: Quando da realização do estágio em outro município cabe ao aluno/estagiário junto com o PRAE e DEPEC/DEPEX entrar em contato com a escola e supervisor, bem como providenciar todos os documentos necessários para sua efetivação (Anexos 4 a 8). Nestes casos, a orientação será à distância e a avaliação do orientador será realizada por meio da visualização dos vídeos gravados pelo estagiário durante as aulas em outros municípios. O orientador avaliará as gravações e o supervisor acompanhará e avaliará o estagiário durante as aulas utilizando-se das fichas de avaliação da regência e essa avaliação fará parte da nota da disciplina de estágio.

I - São considerados campos de estágio, Escolas de Educação Básica preferencialmente da rede pública de ensino.

II - A sobrecarga de discentes em estágio em um mesmo campo de estágio deve ser evitada.

 

Art. 8. De acordo com as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior (cursos de licenciatura, cursos de formação pedagógica para graduados e cursos de segunda licenciatura) e para a formação continuada art. 15 § 7º os portadores de diploma de licenciatura com exercício comprovado no magistério e exercendo atividade docente regular na Educação Básica poderão ter redução da carga horária do estágio curricular supervisionado (Resolução CNE/CP nº 2, de 1º de julho de 2015).

Parágrafo único. Para os pedidos de aproveitamento de carga horária deferidos o Professor Responsável pela Atividade de Estágio – PRAE do curso emitirá uma declaração na qual constará o número de horas consideradas. Uma vez indeferido o pedido de aproveitamento de carga horária, o estudante deverá cumprir todas as etapas e atividades relativas ao Estágio Curricular Supervisionado, objeto deste Regulamento.

 

 

CAPÍTULO III

DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

 

Art. 9º O orientador de Estágio Curricular Supervisionado observa e assiste o discente em regência no Estágio Curricular Supervisionado de Ciências e Biologia II quando o mesmo ocorrer no município de Dois Vizinhos, sendo que no mínimo 2 aulas deverão ser observadas.

Parágrafo único. Entende-se como orientador de Estágio Curricular Supervisionado de Ciências e Biologia II um professor graduado em Ciências Biológicas ou da área da Educação que tenha vínculo empregatício com a UTFPR - Dois Vizinhos.

 

Art. 10. A orientação de estágio é parcial e consiste no acompanhamento de no mínimo 1/5 da regência por meio de visitas sistemáticas ao campo de estágio. O docente orientador complementa o acompanhamento com reuniões com os discentes em estágio, bem como mantém contato com o supervisor responsável pelos estagiários.

§ 1º Essas orientações deverão ser registradas na ficha de orientação (Anexo 11) que será enviada pelo professor da disciplina com demais orientações para os professores supervisores e orientadores no início desse processo.

§ 2º Entende-se como supervisor de Estágio Curricular Supervisionado o professor que atua no Ensino Fundamental II na disciplina de Ciências e do Ensino Médio na disciplina de Biologia que possui vínculo empregatício com a rede pública ou privada de Educação Básica.

 

Art. 11. O discente que necessitar suspender temporária ou permanentemente a realização de seu estágio deve obrigatoriamente comunicar, por escrito, ao professor da disciplina de Estágio Curricular Supervisionado, justificando os motivos. Os trâmites, período de afastamento e retomada deverão seguir as normas previstas no Regulamento da Organização Didático-Pedagógica dos Cursos de Graduação da UTFPR vigente.

I - O professor da disciplina, de posse do pedido de interrupção, encaminha a justificativa para o Professor Responsável pelas Atividades de Estágio (PRAE) do curso, que analisa, defere e providencia os devidos encaminhamentos.

II – Os alunos desistentes não terão a possibilidade de cancelamento da disciplina, exceto nos casos previstos no Regulamento da Organização Didático Pedagógica.

III- A retomada dos estágios por alunos desistentes ocorrerá somente em semestres subsequentes mediante a um novo requerimento de matrícula. Neste caso, os alunos deverão matricular-se no Estágio Curricular Supervisionado em que ocorreu a desistência.

IV- Aos alunos que tiverem interrupção temporária dos estágios, por motivos previstos nos regulamentos e instruções normativas institucionais, deverão procurar o professor da disciplina de Estágio Curricular Supervisionado no qual estão matriculados e o PRAE, solicitando sua reincorporação às atividades.

V- Fica resguardado ao professor da disciplina de Estágio Curricular Supervisionado, em comum acordo com o PRAE e com a coordenação do curso, o direito de indeferir pedidos de suspensão temporária de Estágio Curricular Supervisionado (mesmo com atividades acompanhadas) maiores que 15 dias, por se tratar de atividades que impactará a formação profissional do aluno.

Parágrafo único. Ocorrendo o desligamento do estudante no caso previsto no Inciso III do art. 54 do Regulamento Geral de Estágio da UTFPR, a Unidade Concedente de Estágio comunicará o fato a Diretoria de Relações Empresariais e Comunitárias, e encaminhará para efeito de registro, até 3 (três) dias após o cancelamento, o Termo de Rescisão do instrumento jurídico firmado entre as partes, para análise e assinatura.

VI- Quando houver a deliberação pela retomada dos estágios, após o afastamento temporário do aluno, o professor da disciplina de Estágio providenciará os encaminhamentos, indicando a retomada do estágio em outro local, quando for o caso.

 

Art. 12. O relatório final será entregue ao professor da disciplina de Estágio Curricular Supervisionado, com a devida aprovação do docente orientador. Após a conferência dos documentos e lançamentos o professor da disciplina deverá encaminhar os relatórios para o PRAE que irá arquivá-los no SEI.

 

Art. 13. São critérios de avaliação:

I - A participação nas reuniões quando convocadas pelo PRAE, professor da disciplina de estágio, orientador e supervisor de estágio.

II - O cumprimento da carga horária e atividades estabelecidas neste regulamento.

 

Art. 14. Ao supervisor de Estágio compete:

I - Acompanhar, supervisionar e avaliar as atividades do discente em estágio sob sua responsabilidade durante o desenvolvimento da regência;

II – Acompanhar a elaboração e o desenvolvimento da regência na Escola de Educação Básica.

III – Atribuir notas as atividades (ANEXO 12 e 13) e participar do planejamento e desenvolvimento da regência.

 

Art. 15. Ao orientador de Estágio compete:

I - Informar via e-mail à intenção de orientar alunos em Estágio Curricular Supervisionado;

II - Orientar, acompanhar, supervisionar e avaliar (relatório, planos aula, aulas, produção acadêmica) as atividades do discente em Estágio Curricular Supervisionado sob sua responsabilidade durante o desenvolvimento do Estágio Supervisionado;

III- Responsabilizar-se, juntamente com o discente em Estágio Curricular Supervisionado, pela entrega de todos os documentos exigidos no Regulamento de Estágio;

IV - Informar ao PRAE e ao professor da disciplina o desligamento do discente do campo de estágio, quando se fizer necessário.

§ 1º Cada orientador das diversas áreas do conhecimento poderá orientar no máximo duas duplas durante o Estágio Curricular Supervisionado. Sendo que os docentes da área de Educação e Ensino deverão orientar no mínimo quatro duplas por semestre. Caso orientadores das diversas áreas do conhecimento tenham interesse em mais duplas, os mesmos deverão formalizar essa intenção via e-mail para o professor da disciplina.

§ 2º Caberá ao Colegiado do Curso distribuir discentes em estágio para os professores que tiverem a carga horária reduzida no Curso, conforme métricas.

 

Art. 16. Ao Professor Responsável pelas Atividades de Estágio no curso compete:

I - Participar das reuniões de Colegiado e convocações;

II - Contatar as Unidades Concedentes de Estágio e encaminhar os respectivos dados para o cadastramento no Sistema Integrado de Estágios da UTFPR;

III - Encaminhar para assinatura, os termos de Convênios com instituições que se habilitam como campo de estágio;

IV - Encaminhar os planejamentos de estágio e termos de compromisso assinados para o DEPEC/DEPEX;

V - Arquivar os relatórios finais.

 

Art. 17. Ao Professor da disciplina de estágio compete:

I – Coordenar o planejamento, execução e avaliação das atividades de Estágio Curricular Supervisionado no decorrer das aulas teóricas;

II - Encaminhar para assinatura os planos de estágio;

III – Encaminhar para assinatura os termos de compromisso;

IV – Supervisionar e orientar as atividades previstas nesse regulamento;

V – Orientar e conferir a construção do relatório final e o envio para o PRAE que deverá arquivá-lo;

VI - Encaminhar a discussão em sala de aula acerca da fundamentação teórico metodológica do desenvolvimento das atividades de estágio supervisionado;

VII - Mediar discussões e reflexões das vivências nas escolas no decorrer da disciplina de Estágio Curricular Supervisionado.

 

Art. 18. Ao Departamento de Estágio (DEPEC/DEPEX) compete:

I – Fazer o seguro (estágio obrigatório);

II – Elaborar o termo de compromisso em 3 vias;

III – Assinar o termo de compromisso pela UTFPR;

IV – Distribuir o termo de compromisso e o plano de estágio (1 via DEPEC/ 1 via estudante/ 1 via unidade concedente).

V – Lançar no Sistema Integrado de Estágio (SIE) que o estudante está apto a realizar o Estágio Curricular não Obrigatório (ECNO).

 

 

CAPÍTULO IV

DOS DIREITOS E DEVERES DO DISCENTE EM ESTÁGIO

 

Art. 19. São direitos do discente matriculado nas disciplinas de Estágio Curricular Supervisionado de Ciências e Estágio Curricular Supervisionado de Biologia:

I -Dispor dos elementos necessários à execução de suas atividades, dentro das possibilidades científicas, técnicas e financeiras da Universidade Tecnológica Federal do Paraná;

II -Conhecer a programação das atividades a serem desenvolvidas pela disciplina de Estágio Curricular Supervisionado através da disciplina e coordenação de estágio.

 

Art. 20. São deveres dos discentes matriculados nas disciplinas de Estágio Curricular Supervisionado:

I -Cumprir este regulamento e iniciar o Estágio Curricular Supervisionado somente após a entrega da documentação exigida pelo DEPEC/DEPEX;

II - Manter periodicamente o contato com o professor orientador de estágio para orientações;

III -Zelar pelo patrimônio do local de estágio;

IV - O estagiário que não comparecer para a realização de qualquer uma das atividades programadas de gestão, observação, ambientação e/ou regência assistida, e apresentar justificativa legal para o ocorrido deve, obrigatoriamente, fazer a reposição da atividade perdida;

V -Entregar nos prazos estabelecidos, os documentos referentes as avaliações e formalização do estágio, conforme art. 6º;

VI - Para concluir o estágio curricular obrigatório, apresentar o relatório final e demais exigências de avaliação definidas pelo curso.

 

Art. 21. Os casos omissos serão resolvidos pelo Colegiado do curso.

 

Art. 22. A presente Instrução Normativa será publicada no Boletim de Serviço Eletrônico, e entrará em vigor a partir de 30 de março de 2022.

 

 

 

Daniela Aparecida Estevan

Coordenadora do Curso de Ciências Biológicas, modalidade Licenciatura

 

 

 


logotipo

Documento assinado eletronicamente por (Document electronically signed by) DANIELA APARECIDA ESTEVAN, COORDENADOR(A) DE CURSO/PROGRAMA, em (at) 29/03/2022, às 16:38, conforme horário oficial de Brasília (according to official Brasilia-Brazil time), com fundamento no (with legal based on) art. 4º, § 3º, do Decreto nº 10.543, de 13 de novembro de 2020.


QRCode Assinatura

A autenticidade deste documento pode ser conferida no site (The authenticity of this document can be checked on the website) https://sei.utfpr.edu.br/sei/controlador_externo.php?acao=documento_conferir&id_orgao_acesso_externo=0, informando o código verificador (informing the verification code) 2610817 e o código CRC (and the CRC code) 78FC6695.



Anexo 1. Modelo de relatório de Estágio Curricular supervisionado de Ciências I e Biologia I