Boletim de Serviço Eletrônico em 11/08/2023

 

 

Ministério da Educação

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

DIRETORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO - CAMPUS DOIS VIZINHOS

DEPARTAMENTO DE APOIO DOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO LATO-SENSU DO CAMPUS DOIS VIZINHOS

 

EDITAL  nº 9/2023

Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação – Câmpus Dois Vizinhos

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM BIOLOGIA MOLECULAR - VAGAS REMANESCENTES

 

Pelo presente, fazemos saber aos interessados que forram abertas inscrições para vagas remanescentes do CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM BIOLOGIA MOLECULAR, nível Lato Sensu, cujo funcionamento foi aprovado pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Pós-Graduação da UTFPR - COPPG, conforme Resolução 45/2020, de acordo com o Regulamento da Organização Didático-Pedagógica dos Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu da UTFPR, aprovado pela Resolução 33/2019 de 30 de setembro de 2019, do COPPG, e em concordância com a Resolução 01/2018 CNE/CES, obedecendo as seguintes condições:

I - FINALIDADE DO CURSO

ÁREA DE CONHECIMENTO: 00.00.00-6 Ciências Biológicas II 2.08.00.00-2 Bioquímica - 2.08.04.00-8 Biologia Molecular

O curso realizado no modelo EAD tem o objetivo de apresentar aos alunos as ferramentas e técnicas de Biologia Molecular que poderão ser utilizadas na elaboração de projetos com foco na área da saúde, agropecuária ou industrial para formar profissionais com habilidades e competências para tomar decisões, realizar trabalhos técnicos e científicos ou bibliográficos relacionadas à Biologia Molecular, Biotecnologia e Bioinformática.

O aluno, no momento da inscrição poderá optar por uma das habilitações:

Habilitação 1: Biologia Molecular Aplicada à Biotecnologia

Habilitação 2: Biologia Molecular Aplicada à Bioinformática

 

II - LOCAL DO CURSO

O curso será ministrado totalmente on-line no modelo EAD.

O curso de Especialização em Biologia Molecular prevê o Moodle como Ambiente Virtual de Ensino e Aprendizagem (AVEA). Ou seja, por meio dessa plataforma o professor irá disponibilizar materiais e vídeos das aulas, se comunicar com os alunos, tirar dúvidas, entre outras atividades conforme previsto nos planos de ensino das disciplinas.

O curso de Especialização em Biologia Molecular será ambientado na UTFPR Câmpus Dois Vizinhos, situado à Estr. p/ Boa Esperança, km 04 - Zona Rural, Dois Vizinhos - PR, 85660-000.

 

III - DURAÇÃO, TURNO E HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO DO CURSO

A duração do curso será de 1,5 anos (3 semestres) acrescidos de até 120 dias de prazo para entrega do Trabalho de Conclusão de Curso.

Habilitação 1: Biologia Molecular Aplicada à Biotecnologia, com carga horária 425 horas.

Habilitação 2: Biologia Molecular Aplicada à Bioinformática, com carga horária 415 horas.

As aulas serão ministradas pelo ambiente virtual Moodle institucional da UTFPR. Por meio do Ambiente Virtual de Ensino e Aprendizagem (AVEA) os professores irão disponibilizar materiais e vídeos das aulas, se comunicar com os alunos, tirar dúvidas, entre outras atividades conforme previsto nos planos de ensino das disciplinas.

 

IV - VAGAS

Para concorrência pública, o curso oferece 13 vagas. Sobre o número total de alunos matriculados a UTFPR se reserva o direito de acrescer vagas adicionais (10%) visando a capacitação de servidores, conforme política institucional da UTFPR.

 

V - DATAS PARA INSCRIÇÃO, CLASSIFICAÇÃO E MATRÍCULA

Período de Inscrição

11/08/2023 à 25/08/2023

Resultado da classificação

30/08/2023

Interposição de Recurso

30/08/2023 à 01/09/2023

Período de Matrícula

01/09/2023 à 11/09/2023

Segunda chamada para matrícula

11/09/2023 à 14/09/2023

 

VI - CONDIÇÕES PARA INSCRIÇÃO

Os interessados em participar do processo de classificação deverão:

  1. Efetuar a inscrição no site http://conveniar.funtefpr.org.br/eventos/ 

  2. Efetuar o pagamento da taxa de inscrição no valor de R$ 45,00 (Quarenta e cinco reais).

  3. Encaminhar através do site da inscrição, até o dia 25/08/2023 (último dia da inscrição), cópia dos seguintes documentos:

   4.     O candidato, ao se inscrever, aceita as condições constantes no presente edital, delas não podendo alegar desconhecimento.
  5.    O candidato deve armazenar o número do protocolo e código de acesso, gerados no momento da inscrição no sistema. Essas informações serão necessárias para acompanhar os processos de inscrição e classificação.
 

VII - CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO DO CURSO

 

Início das atividades letivas

18/09/2023

Férias

Meados de dezembro e julho de cada ano

Reinício das atividades letivas

Meados de fevereiro e agosto de cada ano

Término das atividades letivas

3º. Semestre letivo, Meados de julho

Data limite para entrega do Trabalho de Conclusão de Curso

120 (cento e vinte) dias, contados a partir da data de realização da última aula do Curso.

 

VIII - CRITÉRIOS PARA CLASSIFICAÇÃO

Os candidatos serão classificados por uma Comissão designada pelo Diretor Geral do Campus Dois Vizinhos, conforme Regulamento da Organização Didático-Pedagógica dos Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu da UTFPR;

  1. A classificação dos candidatos será feita até o número de vagas existentes na concorrência pública. Os demais comporão lista de espera para o caso de desistências.
  2. O resultado da seleção será publicado no site de inscrição, na data indicada no item V;

  3.   A interposição de recurso, em relação ao resultado do processo de seleção, deve ser feita junto à Assessoria/Diretoria de Pós-Graduação Lato Sensu, até a data indicada no item V do presente documento.
  4. A Seleção dos Candidatos será feita pelos seguintes critérios de acordo com a tabela de pontuação apresentada a seguir (em caso de empate será selecionado o candidato com idade mais avançada).

Tabela de Pontuação de currículos – Curso de Especialização em Biologia Molecular

ITENS PARA AVALIAÇÃO CURRICULAR DO CANDIDATO

Nome do candidato:

Os documentos comprobatórios devem ser apresentados em documento único e NUMERADOS na ordem listada na tabela abaixo.

 

1 - Produção Científica e Tecnológica de acordo com o SNIP (limitados a 40 pontos) 

Discriminação da atividade

Pontos

Preenchimento pelo candidato

Homologação pela Comissão

ARTIGOS PUBLICADOS EM PERIÓDICOS (procurar no site do scopus: https://www.scopus.com/sources.uri)

1.1 SNIP  1,001

10

 

 

1.2 0,501  SNIP  1,000

8

 

 

1.3 0,001  SNIP  0,500

6

 

 

1.4 caso não tenha SNIP

2

 

 

1.5 Autoria ou Co-autoria de capítulo de livro com ISBN

5

 

 

1.6 Autoria ou Co-autoria de livro com ISBN

10

 

 

TOTAL

 

 

 

 

 

 

 

2 - Formação e experiência profissional (limitados a 30 pontos) 

Discriminação da atividade

Pontos

Preenchimento pelo candidato

Homologação pela Comissão

2.1 Doutorado completo

30

 

 

2.2 Cursando doutorado

25

 

 

2.3 Mestrado completo

20

 

 

2.4 Cursando mestrado

15

 

 

2.5 Especialização concluída

10

 

 

2.6 Atividades profissionais na área

3 pontos
por semestre

 

 

TOTAL

 

 

 

 

 

 

 

 

3 - Histórico Escolar (limitados a 30 pontos) 

Discriminação da atividade

Pontos

Preenchimento pelo candidato

Homologação pela Comissão

3.1 Média aritmética de

notas obtidas na graduação

(na ausência da média no histórico, será utilizado o coeficiente de rendimento acadêmico normalizado)

8 a 10

30

 

 

6 a 8

20

 

 

4 a 6

5

 

 

TOTAL

 

 

 

 

IX - MATRÍCULA

 

  1. O processo de matrícula compreende entrega ou envio dos seguintes documentos:

(*) O certificado ou declaração de conclusão será aceito apenas para matrícula; para receber o Certificado da Especialização, além de cumprir os requisitos acadêmicos do curso, o estudante deverá obrigatoriamente enviar cópia autenticada do Diploma de Graduação conforme especificado no edital;

(**) Os diplomas de graduações adquiridos no exterior, deve estar autenticado na Embaixada ou Representação Consular do Brasil em seu país de origem.

 (***) Ao chegar ao país, existe o prazo de 30 dias, contados da data da entrada, para que o estrangeiro se apresente à Polícia Federal para solicitar o RNE. A cédula, entretanto, não fica pronta imediatamente. O  estrangeiro receberá um protocolo. Este protocolo já possui o número do RNE. que é o que é preciso para proceder à matrícula. O estudante poderá agendar o atendimento na Polícia Federal pela Internet, mesmo antes de entrar no país.​

 

    2. Os candidatos selecionados deverão efetuar o pagamento da taxa de matrícula até 11/09/2023.

    3.  Os candidatos que não fizerem a matrícula até a data limite perderão suas vagas, sendo as mesmas preenchidas a partir da lista de espera.

    4. O endereço para envio dos documentos pelos Correios é:  Estrada para Boa Esperança, Km 04 CEP 85660-000 - Dois Vizinhos - PR – Brasil. No envelope deverá constar a identificação: Documento para inscrição no Curso de Especialização em Biologia Molecular. 

    5. Os candidatos selecionados que prefiram entregar os documentos diretamente no câmpus Dois Vizinhos da UTFPR, devem fazê-lo em envelope fechado indicando a seguinte identificação: Documento para inscrição no Curso de Especialização em Biologia Molecular, aos cuidados da Diretoria de Pesquisa e Pós Graduação. Em caso de situação de pandemia será enviado um e-mail sobre como proceder a entrega presencialmente.

    6.  No ato da inscrição deverá  concordar/aceitar o  contrato de prestação de serviços, disponível, para leitura e conhecimento prévio, em anexo a esse edital e também no site de inscrição.

X – CONVÊNIO UTFPR E FUNTEF-PR

  1. A Fundação de Apoio à Educação, Pesquisa e Desenvolvimento Científico e Tecnológico da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (FUNTEF-PR) atuará como apoio à UTFPR na gestão financeira do presente curso, sendo a responsável pela inscrição inicial e captação das mensalidades, e esta parceria entre a UTFPR e FUNTEF-PR é regulada pelo Convênio No. 01/2023.

XII - CONDIÇÕES DE PAGAMENTO

  1. O candidato, no ato da matrícula, fará a opção de uma das seguintes condições de pagamento:

  1. Não haverá a devolução da taxa de inscrição dos candidatos desistentes ou não classificados, caso o curso tiver sua abertura confirmada.

  1. A devolução da taxa de matrícula, no caso de desistência, se fará no montante de 80% de seu valor, desde que solicitada antes do início das aulas do curso.

  1. Atenção: Para fins de formalização dos serviços prestados durante o curso, será elaborado um contrato a ser assinado pelo Aluno selecionado com a Fundação de Apoio da UTFPR, para quem deverão ser realizados os depósitos referentes ao pagamento do curso, cópia  do contrato encontra-se anexa ao edital. 

 

XIII - CERTIFICADO DE CONCLUSÃO

  1. Ao estudante que cumprir com todos os requisitos previstos no Regulamento da Organização Didático-Pedagógica dos Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu da UTFPR vigente, fará jus ao respectivo Certificado de Especialista, acompanhado de seu Histórico Escolar.

 

XIV – INFORMAÇÕES GERAIS

  1. O candidato não selecionado poderá interpor recurso, conforme prazos estabelecidos no item V do edital de abertura.

  2. Eventuais questões do presente edital poderão ser dirimidas, em caso de discordância, no foro da Justiça Federal para dirimir eventuais questões decorrentes do edital, não solucionadas administrativamente.

  3. Informações adicionais e eventuais dúvidas sobre o curso poderão ser atendidas pelo e-mail da coordenação do curso (biomol-dv@utfpr.edu.b).

  4. O presente edital será publicado em meio eletrônico no site da FUNTEF.

  5. Casos omissos a este edital serão resolvidos pelo Diretor de Pesquisa e Pós-graduação.

 

Dois Vizinhos, 10 agosto de 2023.

 

 

Prof Everton Ricardi Lozano

Diretor Geral Campus Dois Vizinhos

 

Prof. Michele Potrich

Diretora de Pesquisa e Pós-Graduação - DIRPPG-DV
 


logotipo

Documento assinado eletronicamente por (Document electronically signed by) MICHELE POTRICH, DIRETOR(A), em (at) 10/08/2023, às 18:55, conforme horário oficial de Brasília (according to official Brasilia-Brazil time), com fundamento no (with legal based on) art. 4º, § 3º, do Decreto nº 10.543, de 13 de novembro de 2020.


logotipo

Documento assinado eletronicamente por (Document electronically signed by) EVERTON RICARDI LOZANO DA SILVA, DIRETOR(A)-GERAL, em (at) 11/08/2023, às 10:39, conforme horário oficial de Brasília (according to official Brasilia-Brazil time), com fundamento no (with legal based on) art. 4º, § 3º, do Decreto nº 10.543, de 13 de novembro de 2020.


QRCode Assinatura

A autenticidade deste documento pode ser conferida no site (The authenticity of this document can be checked on the website) https://sei.utfpr.edu.br/sei/controlador_externo.php?acao=documento_conferir&id_orgao_acesso_externo=0, informando o código verificador (informing the verification code) 3618667 e o código CRC (and the CRC code) 5B1EB31F.



Relação de links desse edital:

 

Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação-Câmpus, Dois Vizinhos (DIRPPG-DV):

DIRPPG Dois Vizinhos — Universidade Tecnológica Federal do Paraná UTFPR

 

Pós-Graduação Lato Sensu-Especializações:

Especialização — Universidade Tecnológica Federal do Paraná UTFPR

 

Inscrição | Postagem de documentos | Consulta seleção:

http://pos.funtefpr.org.br/

 

Regulamento da Organização Didático-Pedagógica dos Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu da UTFPR:

http://portal.utfpr.edu.br/documentos/pesquisa-e-pos-graduacao/proppg/lato-sensu/regulamento_lato_sensu_2018/view

 

Matriz Curricular do Curso:

 

ESPECIALIZAÇÃO EM BIOLOGIA MOLECULAR

 

 

1º Semestre (Básicas)

N.

Nome da disciplina

CH

Bloco A:

 

Aula Inaugural

2h

1

Genética 

45h

2

Fundamentos de Biologia Molecular

45h

Bloco B:

3

Escrita científica

20h

4

Técnicas de Biologia Molecular

30h

1o semestre: 140h

*Alunos aprovados sem recuperação de rendimento: Férias a partir de 20/12/2023

**Com o período de finalização das atividades do bloco B, a recuperação de rendimento deverá ser realizada em até 5 dias úteis após o término da disciplina.

Férias até 16/02/24

*** Datas sujeitas a alteração mediante aviso prévio, por email, aos alunos.

2º Semestre (Básicas)

Bloco A:

5

Revisão sistemática da Literatura

30h

6

Técnicas de Engenharia Genética Microbiana

45h

7

Marcadores Moleculares

40h

Bloco B:

8

Biologia molecular aplicada ao melhoramento e conservação genética de plantas.

10h

9

Biologia molecular aplicada ao melhoramento e conservação genética de animais.

10h

10

Interação microrganismo-macrorganismos

30h

11

Trabalho de Conclusão de Curso 1 (Turma 1 e Turma 2)

15h

2o semestre: 180h 

Disciplinas Básicas. Total: 320 horas.

*Alunos aprovados sem recuperação de rendimento: Férias a partir de 08/07/24

**Com o período de finalização das atividades do bloco B, a recuperação de rendimento deverá ser realizada em até 5 dias úteis após o término da disciplina.

Férias até 01/08/24

*** Datas sujeitas a alteração mediante aviso prévio, por email, aos alunos.

HABILITAÇÃO 1

DISCIPLINAS BIOLOGIA MOLECULAR APLICADA À BIOTECNOLOGIA

 

 

3º Semestre (específicas)

N.

Nome da disciplina

CH

Bloco A:

12

Cultura de células e tecidos animais 

15h

13

Cultura de células e tecidos vegetais 

15h

14

Biorreatores e transformação de microrganismos 

20h

 

Bloco B:

15

Obtenção de animais transgênicos

10 h

16

Transformação genética de plantas

10 h

17

Biossegurança dos transgênicos

10 h

18

Ética na pesquisa com animais

10 h

19

Trabalho de conclusão de Curso 2

15h

3o semestre: 105h 

Carga Horária Total Habilitação 1: 412 horas

*O prazo para entrega do trabalho é de 120 dias corridos contados a partir da data da última aula do curso e para submissão para a banca o aluno precisa ter sido aprovado na totalidade das disciplinas.

 

 

HABILITAÇÃO 2

DISCIPLINAS BIOLOGIA MOLECULAR APLICADA À BIOINFORMÁTICA

 

 

3º Semestre (específicas)

N.

Nome da disciplina

Carga horária

Bloco A:

20

Fundamentos de Bioinformática

20h

21

Introdução à sistemas operacionais e linguagens de programação;

10h

22

Bancos de dados;

10h

Bloco B:

23

Análise de diversidade genética

10h

24

Ômicas

30h

25

Trabalho de conclusão de Curso 2

15h

3o semestre: 95h 

Carga Horária Total Habilitação 2: 412 horas

* O prazo para entrega do trabalho é de 120 dias corridos contados a partir da data da última aula do curso e para submissão para a banca o aluno precisa ter sido aprovado na totalidade das disciplinas.

 

DISCIPLINAS DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO

 

Disciplina: Genética 

Carga Horária: 45

Objetivo:

O aluno deverá possuir a base genética indispensável para a realização de trabalhos na área de melhoramento genético, conservação genética e biotecnologia.

Programa:

Introdução e conceitos básicos de genética.

Citogenética.

Mutações cromossômicas.

Divisão celular.

Genética mendeliana.

Interações gênicas.

Ligação e mapeamento.

Genética quantitativa.

Genética de populações.

Metodologias de Ensino Aprendizagem:

Aulas expositiva e/ou expositiva-dialogada. Resolução de exercícios. Estudos de caso. Trabalhos individual e/ou em grupo. Estudos dirigidos. Debate/Discussão.

Previsão de Trabalhos Discentes:

Trabalhos individual e/ou em grupo. Prova individual.

Forma de Avaliação:

A avaliação da disciplina é realizada por meio da combinação de duas ou mais atividades a serem realizadas no ambiente virtual de aprendizagem, descritas a seguir:

acompanhamento da participação nas atividades planejadas;

avaliação do desempenho nos exercícios/trabalhos/projetos propostos;

execução de provas.

Bibliografia:

1. GRIFFITHS, A.J.F. et al. Introdução à genética.11. ed. Rio de Janeiro, RJ: Guanabara Koogan, 2016.

2. SNUSTAD, D. Peter; SIMMONS, Michael J. Fundamentos de genética. 7. ed. Rio de Janeiro, RJ: Guanabara Koogan, 2020.  

3. BECKER, R.O. Genética básica. Porto Alegre: SER - SAGAH, 2018.

4. CRUZ, C. D. Princípios de genética quantitativa. Viçosa: UFV, 2010. 394 p.

5. HARTL, D.L.; CLARK, A.G. Princípios da genética de populações. Porto Alegre: ArtMed, 2015.

 

Obs.

As referências 1, 2, 3 e 5 estão na Base Biblio Tec.

Consulta à base Biblio Tec em: 10/09/2020.

As referências bibliográficas com tempo de publicação maiores de 5 (cinco) anos permaneceram por serem consideradas clássicas e básicas para a condução da disciplina.

 

Disciplina: Fundamentos de Biologia Molecular

Carga Horária: 45

Objetivo:

Introduzir conhecimentos de biologia molecular.

Capacitar a análise crítica de trabalhos na área de biologia molecular.

Incentivar o interesse científico do aluno através da abordagem de temas atuais.

Programa:

Histórico e tendências da Biologia Molecular.

Organização da informação genética.

Dogma central da Biologia Molecular.

Gene e genoma procariótico.

Gene e genoma eucariótico.

Mecanismos moleculares envolvidos nos fenômenos de replicação, transcrição e tradução do material genético.

Mecanismos moleculares envolvidos na mutação e reparo do DNA.

Recombinação genética.

RNA de interferência.

Código genético e síntese de proteínas.

Mecanismos de regulação da expressão gênica em procariótico.

Mecanismos de regulação da expressão gênica em eucariótico.

Agentes mutagênicos e seleção de mutantes.

Estrutura e função de genes de importância biotecnológica.

Metodologias de Ensino Aprendizagem:

Aulas dialogadas e expositiva com metodologia invertida, baseada no protagonismo acadêmico. Estudos de caso. Trabalhos individual. Resolução de exercícios. Seminários.

Previsão de Trabalhos Discentes:

Trabalho individual; Trabalho em grupo; Prova individual.

Forma de Avaliação:

Serão aplicadas várias modalidades de avaliações. Sendo uma teórica propriamente dita, a qual engloba os assuntos abordados. A última avaliação é composta por atividades complementares desenvolvidas durante o semestre, como exercício de fixação, análise critica e discussão de artigos relacionados a biologia molecular. Apresentação de uma atividade de integração de conteúdos, denominada “Projeto de Pesquisa” (os alunos deverá apresentar um problema biológico e uma proposta de solução, devendo utilizar os conhecimentos adquiridos na disciplina para propor uma abordagem teórico-experimental para elucidar tal problema).

Bibliografia:

  1. ALBERTS B, JOHNSON A, LEWIS J, MORGAN D, RAFF M, ROBERTS K, WALTER P. Molecular Biology of the Cell. 6 ed. New York: Garland Science, 2014.
  2. GRIFFITHS AJF, WESSLER SR, CARROLL SB, DOEBLEY J. Introdução à Genética. 11 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2016.
  3. LEWIN B. Genes IX. 9 ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.
  4. NELSON DL, COX MM. Princípios de Bioquímica de Lehninger. 7 ed. Porto Alegre: Artmed, 2018.
  5. SNUSTAD, D. Peter; SIMMONS, Michael J. Fundamentos de genética. 7. ed. Rio de Janeiro, RJ: Guanabara Koogan, 2020
  6. WATSON JD, BAKER TA, BELL SP, GANN A, LEVINE M, LOSICK R. Biologia Molecular do Gene. 7 ed. Porto Alegre: Artmed, 2015.
  7. ZAHA A, FERREIRA HB, PASSAGLIA LMP. Biologia Molecular Básica. 5 ed. Porto Alegre: Artmed, 2014.

 

Obs.

As referências 2, 4, 5 e 6 estão na Base Biblio Tec.

Consulta à base Biblio Tec em: 10/09/2020.

As referências bibliográficas com tempo de publicação maiores de 5 (cinco) anos permaneceram por serem consideradas clássicas e básicas para a condução da disciplina.

 

Disciplina: Revisão sistemática de Literatura

Carga Horária: 30

Objetivo:

Ao final da disciplina espera-se que os alunos apresentem conhecimentos aprofundados sobre os principais métodos para desenvolver revisões sistemáticas de literatura, baseados principalmente em métodos cienciométricos/bibliométricos.

Programa:

A condução de uma revisão sistemática depende fortemente do escopo e qualidade dos estudos incluídos e deve ser criteriosamente realizada para ter validade, com métodos bem descritos e possibilitando a reprodutibilidade.

A cienciometria procura estudar aspectos quantitativos da ciência e da produção científica.

Nesta disciplina o discente terá uma introdução e desenvolvimento de conceitos relacionados à elaboração de uma revisão sistemática da literatura com um conjunto de métodos que busca sintetizar as informações de estudos independentes. Além disso, diante do crescente número de publicações nas diferentes áreas, é fundamental que o pesquisador seja capaz de avaliar criticamente os artigos científicos para embasar a sua prática.

Cienciometria: 1. Introdução aos procedimentos cienciométricos: o que é, e como fazer uma cienciometria? 2. Como e onde extrair os dados. 3. Selecionar, organizar e ranquear as informações. 4. Indicadores cienciométricos. 5. Exemplos e aplicações para biologia molecular.

 

Metodologias de Ensino Aprendizagem:

Aulas expositivas dialogadas, discussão de artigos científicos. Aulas práticas remotas com as plataformas de acesso a periódicos e programas estatísticos cienciométricos.

Previsão de Trabalhos Discentes: Ao longo do curso os estudantes deverão apresentar um manuscrito (projeto de artigos) descrevendo uma possível aplicação de métodos cienciométicos em estudos dentro da Biologia Molecular. A estrutura básica desses manuscritos deverá conter: (i) uma breve introdução com os objetivos e as questões em biotecnologia/biologia molecular que seriam avaliadas com procedimentos de cienciometria e meta-análise / identificação de lacuna nas áreas do conhecimento; (ii) uma descrição dos métodos de coleta e tratamento dos dados que seriam utilizados; (iii) uma apresentação hipotética dos possíveis resultados e uma discussão das implicações considerando as questões elaboradas.

Forma de Avaliação:

Participação na disciplina e artigos desenvolvidos pelos alunos. O artigo valerá 60%. Os remanescentes 40% são referentes a participação na disciplina e desenvolvimento de atividades.

Bibliografia:

1. Chen, Chaomei (2020) How to Use CiteSpace. Lean Publishing

2. Graziela de Luca Canto (2020) Revisões sistemáticas da literatura: guia prático Brazil Publishing, 1ª Ed.

 

3. Zuanazzi, N. R.; Ghisi, N. de C.; Oliveira, E. C (2020). Analysis of global trends and gaps for studies about 2,4-D herbicide toxicity: A scientometric review - Chemosphere. February 2020 241. DOI: 10.1016/j.chemosphere.2019.125016.

 

4. ABATI, R. et al (2021). Bees and pesticides: the research impact and scientometrics relations. Environmental Science and Pollution Research, v. 28, n. 25, p. 32282–32298.

 

 

Disciplina: Técnicas de Biologia Molecular

Carga Horária: 30

Objetivo:

Apresentar as principais técnicas da Biologia molecular.

Apresentar o histórico e os principais conceitos de cada uma das técnicas de manipulação e processamento dos ácidos nucleicos e seus produtos.

Introduzir as aplicações de cada uma das técnicas de biologia molecular, bem como propor soluções para os problemas inerentes a cada técnica.

Contextualizar e integrar os conhecimentos adquiridos e aplicar no processo da tecnologia do DNA recombinante.

Programa:

Estrutura e função dos ácidos nucléicos.

Coleta de amostras para extração de ácidos nucleicos.

Métodos de extração de DNA; Métodos de extração de RNA.

Quantificação de DNA e RNA; Histórico da PCR convencional.

Princípios da PCR convencional.

Aplicações gerais da PCR convencional.

Problemas mais comuns da PCR convencional e soluções.

Variações da PCR convencional e seus usos.

Otimizações da PCR convencional; Reação da transcriptase reversa.

Histórico da PCR em tempo real (qPCR).

Princípios da qPCR.

Aplicações da qPCR; Problemas mais comuns da aPCR e suas soluções.

Variações da qPCR e seus usos; Otimizações da qPCR.

Histórico da PCR digital (dPCR).

Princípios da dPCR; Aplicações gerais da dPCR.

Problemas mais comuns da dPCR e suas soluções.

Variações e uso da dPCR.

Otimizações da dPCR e diretrizes para publicação.

Técnicas de sequenciamento genético; Tecnologia do DNA recombinante.

Controle de qualidade em Biologia Molecular

Metodologias de Ensino Aprendizagem:

Aula expositiva-dialogada; Aula expositiva; Resolução de exercícios; Estudo de casos; Trabalho individual; Trabalho em grupo; Debate/Discussão; Estudo dirigido; Resolução de problemas.

Previsão de Trabalhos Discentes:

Aula expositiva-dialogada; Aula expositiva; Resolução de exercícios; Estudo de casos; Trabalho individual; Trabalho em grupo; Debate/Discussão. Estudo dirigido; Resolução de problemas.

Forma de Avaliação:

A avaliação da disciplina é realizada por meio da combinação dos seguintes fatores a serem realizados no ambiente de aprendizagem: (i) verificação da participação em atividades programadas; (ii) aferição do desempenho em tarefas/trabalhos; e (iii) provas. As atividades programadas nas quais a participação é avaliada abrangem conferências web e fóruns de discussão.

Bibliografia:

1. ALBERTS, BRUCE. Biologia molecular da Célula. Porto Alegre-RS. Editora ArtMed, 2017;

2. BORÉM, A. Marcadores Moleculares. Viçosa-MG. Editora UFV, 2016.

3. PEREIRA, Tiago Campos. 4. Introdução às técnicas de PCR convencional, em tempo real e digital. Ribeirão Preto-SP: Sociedade Brasileira de Genética, 2018.

4. SILVA, ALEXANDRO MACEDO et al. Biologia Molecular: Métodos e Interpretações. Editora Guanabara e Koogan LTDA, 2015.

 

Obs.

As referências 1 e 4 estão na Base Biblio Tec.

Consulta à base Biblio Tec em: 10/09/2020.

As referências bibliográficas com tempo de publicação maiores de 5 (cinco) anos permaneceram por serem consideradas clássicas e básicas para a condução da disciplina.

 

Disciplina: Escrita Científica

Carga Horária: 20

Objetivo:

Proporcionar os elementos necessários para que os alunos desenvolvam as habilidades de ler, analisar, interpretar, compreender e redigir documentos acadêmicos e científicos, com base no método lógico para redação científica;

Proporcionar o aprendizado de técnicas de redação de diferentes tipos de documentos relacionados ao meio científico;

Capacitar os alunos para estruturar e desenvolver as etapas relacionadas à produção de trabalhos científicos.

Programa:

Importância da divulgação científica escrita.

Aspectos éticos da produção científica.

Estilos, linguagem e gramática da escrita científica.

Principais problemas de linguagem envolvidos na escrita científica.

Método lógico para redação científica e tipos de documentos relacionados à divulgação científica escrita: aspectos estruturais e estratégias para redação.

Artigo científico e suas principais seções.

Principais ferramentas computacionais de apoio à escrita científica.

Metodologias de Ensino Aprendizagem:

Leitura e interpretação de textos sobre conteúdos da disciplina;

Estudos de caso sobre assuntos relacionados à disciplina;

Exposição escrita e oral sobre os conteúdos da disciplina.

Previsão de Trabalhos Discentes:

Está prevista a solicitação de trabalhos envolvendo reestruturações dos itens listados abaixo (obtidos de produções previamente escritas e publicadas) com base no Método Lógico para Redação Científica:

- Carta de apresentação.

- Resumo e Abstract.

- Introdução, justificativa e objetivos.

- Material e Métodos.

- Resultados e Discussão.

- Conclusão.

Forma de Avaliação:

O rendimento acadêmico dos alunos será avaliado por meio das atividades e trabalhos previstos neste plano de ensino, considerando-se entrega no prazo e qualidade, bem como por meio de provas teóricas.

Serão aprovados os alunos que obtiverem frequência nas atividades presenciais programadas e nota iguais ou maiores às mínimas exigida pelo curso.

A formatação das atividades e trabalhos e datas de entrega serão definidas pela professora e previamente comunicadas aos alunos.

Bibliografia:

1. FARACO, C. A.; TEZZA, C. Prática de texto para estudantes universitários. 24 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

2. MARTINS, D. S. Português Instrumental. Rio de Janeiro: Atlas, 2019. 

3. PEREIRA, M. G. Artigos Científicos: como redigir, publicar e avaliar. Reimpr. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2018.

4. VOLPATO, G. L. Dicas para redação científica. 4. ed. ampl. rev. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2016.

5. VOLPATO, G. L. Guia prático para redação científica. Botucatu, SP: Best Writing, 2015. 

 

Obs.

As referências 2 e 3 estão na Base Biblio Tec.

Consulta à base Biblio Tec em: 10/09/2020.

As referências bibliográficas com tempo de publicação maiores de 5 (cinco) anos permaneceram por serem consideradas clássicas e básicas para a condução da disciplina.

 

Disciplina: Técnicas de Engenharia Genética Microbiana

Carga Horária: 45

Objetivo:

Reconhecer as principais técnicas envolvidas na engenharia genética; Proporcionar uma visão científica no desenvolvimento de processos e produtos biotecnológicos microbianos; Associar o uso de áreas como a Genetica, Bioquímica,  Biologia Molecular e Microbiologia como ferramentas na biotecnologia microbiana.

Programa:

Técnicas de cultura bacteriana.

Métodos de extração e purificação de DNA genômico e plasmidial.

Enzimas de restrição, PCR, eletroforese.

Técnicas de clonagem e mecanismos de regulação da expressão gênica.

Métodos de transferência de genes.

Purificação e identificação de DNA recombinante.

Expressão heteróloga.

Estrutura e função de genes de importância biotecnológica.

Engenharia genética de leveduras: mutação sítio dirigida, cruzamento, fusão de protoplastos e transformação.

Metodologias de Ensino Aprendizagem:

Aulas teóricas com exposição oral dialogada utilizando-se a ferramenta meet.google. Utilização de exercícios para fixação, seminários e discussão de artigos.

Previsão de Trabalhos Discentes:

Prova individual oral, entrega de trabalhos em grupo e individual.

Forma de Avaliação:

Avaliação 1: Quiz online

Os alunos deverão estar a plataforma meet.google.com com link, data e horário previamente repassado pelo professor. Na tela o professor disponibilizará uma tabela com 50 números onde o aluno escolherá 4 destes. Ao clicar sobre os números escolhidos, abrirá uma nova janela com uma questão referente ao conteúdo trabalhado. O aluno terá que responder para o professor oralmente a questão.

Avaliação 2: Seminários

A turma será dividida grupos em números definidos pelo professor. Estes deverão apresentar um seminário de 30 minutos sobre temas que serão disponibilizados previamente. No final haverá 10 minutos para arguição do grupo. Serão avaliados itens como: conhecimento do tema; didática e organização da apresentação; coesão do grupo; interação com a plateia e perguntas e respostas; tempo de apresentação. As apresentações serão online através meet.google.com com link previamente repassado pelo professor.

 

Avaliação 3: Questionários

Os alunos receberão via e-mail questionários sobre os diversos temas abordados durante a disciplina do curso. Estes terão um prazo previamente definido para responder e encaminhar para o professor também via e-mail institucional.

 

Todas as avaliações terão valor 10,0 (dez) sendo que os pesos correspondentes serão distribuídos da seguinte forma:

 

Avaliação 1: Quiz online (peso 0,40)

Avaliação 2: Seminários on line (peso 0,30)

Avaliação 3: Questionários (peso 0,30)

Bibliografia:

1. KILPATRICK, S. T. et al.Lewin´s genes X. [s. l.]: Jones and Bartlett Publishers, 2011.

2. MICKLOS, D.A.; FREYER,G.A. A ciência do DNA. 2.ed. Porto Alegre: Artmed, 2005.

3. MIGLANI, G. S. Gene Expression. Oxford, U.K.: Alpha Science Internation Limited, 2014.

4. SAMBROOK, GREEN. In: Molecular Cloning: A Laboratory Manual. Cold Spring Harbor Laboratory Press, 4a Ed. 2012.

5. VIDEIRA, A. Engenharia genética: princípios e aplicações. 2. ed. [s. l.]: Lidel, 2011.

WATSON, J.D.; BAKER, T.A. Biologia Molecular do Gene. 7.ed.  Porto Alegre: Artmed, 2015.

 

Obs.

A referência 5 está na Base Biblio Tec.

Consulta à base Biblio Tec em: 10/09/2020.

As referências bibliográficas com tempo de publicação maiores de 5 (cinco) anos permaneceram por serem consideradas clássicas e básicas para a condução da disciplina.

 

Disciplina: Marcadores Moleculares

Carga Horária: 40

Objetivo:

Caracterizar os marcadores moleculares mais utilizados e sua aplicabilidade

Capacitar a análise crítica de trabalhos utilizando marcadores moleculares

 Incentivar o interesse científico do aluno através da abordagem de temas atuais.

Programa:

Bases conceituais sobre enzimas de restrição, hibridização, amplificação de DNA via PCR e seuqenciamento de DNA.

Marcadores moleculares: conceitos e base genética.

Principais metodologias e técnicas no contexto dos marcadores genéticos (Eletroforese; Extração de ácidos nucleicos; Tecnologia do DNA recombinante (clonagem e PCR); Estratégias de sequenciamento de DNA).
Marcadores bioquímicos e moleculares (isoenzimas e marcadores de DNA).

Marcadores dominantes e codominantes.

Sequenciamento de DNA e análise de sequências.

Mapeamento Físico e Clonagem Posicional.

Aplicação dos marcadores moleculares: estudos de diversidade genética e evolução, diagnóstico molecular, caracterização varietal, melhoramento assistido por marcadores, etc.

Metodologias de Ensino Aprendizagem:

Aulas dialogadas e expositiva com metodologia invertida, baseada no protagonismo acadêmico. Estudos de caso. Trabalhos individuais. Resolução de exercícios. Seminários.

Previsão de Trabalhos Discentes:

Trabalho individual; Trabalho em grupo; Prova individual.

Forma de Avaliação:

Serão aplicadas várias modalidades de avaliações. Sendo uma teórica propriamente dita, a qual engloba os assuntos abordados. E as demais avaliações composta por atividades complementares desenvolvidas durante o curso, como exercício de fixação, análise critica e discussão de artigos relacionados a biologia molecular. Apresentação de uma atividade de integração de conteúdos, denominada “Projeto de Pesquisa” (os alunos deverá apresentar um problema biológico e uma proposta de solução, devendo utilizar os conhecimentos adquiridos na disciplina para propor uma abordagem teórico-experimental para elucidar tal problema).

Bibliografia:

  1. ALFENAS, A.C. Eletroforese e marcadores bioquímicos em plantas e microorganismos. 2a ed. Editora UFV, Viçosa, 2006.
  2. BOREM A. 2007. Biotecnologia Florestal. Viçosa: Editora UFV.
  3. BOREM A & Caixeta ET. 2006. Marcadores Moleculares. São Paulo:Editora Independente.
  4. FERREIRA ME & Grattapaglia D. 1998. Introdução ao Uso de Marcadores Moleculares em Análise Genética. Brasília: EMBRAPA – CENARGEN.
  5. GRATTAPAGLIA, D., Brondani, R.P.V.; Brondani C. Manual Prático para Desenvolvimento de Marcadores Microssatélites em Plantas. Embrapa, Brasília, DF, 2008.
  6. ZAHA A, FERREIRA HB, PASSAGLIA LMP. Biologia Molecular Básica. 5 ed. Porto Alegre: Artmed, 2014.

 

Obs.

A referência 6 está na Base Biblio Tec.

Consulta à base Biblio Tec em: 10/09/2020.

As referências bibliográficas com tempo de publicação maiores de 5 (cinco) anos permaneceram por serem consideradas clássicas e básicas para a condução da disciplina.

 

Disciplina: Biologia molecular aplicada ao melhoramento e conservação genética de plantas.

Carga Horária: 10

Objetivo: 

Capacitar os alunos ao entendimento dos princípios de biotecnologia vegetal fundamentais na conservação genética e melhoramento genético de plantas cultivadas (autógamas e alógamas).

Programa:

Importância do Melhoramento de Plantas.

Planejamento do Programa de Melhoramento.

Sistemas Reprodutivos das Espécies Cultivadas.

Recursos Genéticos.

Variabilidade Genética de novo.

Uso dos marcadores moleculares na conservação da diversidade genética.

Uso dos marcadores moleculares para realizar a exploração dos recursos genéticos vegetais.

Genética da Associação (GWAS).

Seleção Genômica Ampla (GWS).

Prospecção de genes de interesse.

Seleção Assistida por marcadores moleculares.

Metodologias de Ensino Aprendizagem:

Aula expositiva-dialogada; Aula expositiva; Resolução de exercícios; Estudo de casos; Trabalho individual; Trabalho em grupo; Debate/Discussão. Estudo dirigido; Resolução de problemas.

Previsão de Trabalhos Discentes:

Trabalho individual; Trabalho em grupo; Prova individual.

Forma de Avaliação:

A avaliação da disciplina é realizada por meio da combinação dos seguintes fatores a serem realizados no ambiente de aprendizagem: (i) verificação da participação em atividades programadas; (ii) aferição do desempenho em tarefas/trabalhos; e (iii) provas. As atividades programadas nas quais a participação é avaliada abrangem conferências web e fóruns de discussão. Ademais, haverá um projeto integrador, que avaliará transversalmente esta disciplina conjuntamente a outras com término em comum. O projeto integrador corresponderá a 40% da nota e será apresentado por meio de vídeo, com autenticação individual ao mostrar um documento de identificação oficial.

Bibliografia:

1. ALBERTS, BRUCE. Biologia molecular da Célula. Porto Alegre-RS. Editora ArtMed, 2017;

2. BORÉM, A. Marcadores Moleculares. Viçosa-MG. Editora UFV, 2016;

3. BORÉM, ALUÍZIO; FRITCHE-NETO, ROBERTO. Biotecnologia Aplicada ao melhoramento de plantas. Visconde do Rio Branco, Suprema, 2013.

 

Obs.

A referência 1 está disponível na Base Biblio Tec.

Consulta à base Biblio Tec em: 10/09/2020.

As referências bibliográficas com tempo de publicação maiores de 5 (cinco) anos permaneceram por serem consideradas clássicas e básicas para a condução da disciplina.

 

Disciplina: Biologia molecular aplicada ao melhoramento e conservação genética de animais.

Carga Horária: 10

Objetivo:

Capacitar os alunos ao entendimento dos princípios de biotecnologia animal fundamentais na conservação genética e melhoramento genético de animais de interesse zootécnico.

Programa:

Importância do Melhoramento Genética de Animais.

Planejamento do Programa de Melhoramento.

Sistemas.

Recursos Genéticos.

Variabilidade Genética de novo.

Uso dos marcadores moleculares na conservação da diversidade genética.

Uso dos marcadores moleculares para realizar a exploração dos recursos genéticos animais.

Genética da Associação (GWAS).

Seleção Genômica Ampla (GWS).

Prospecção de genes de interesse.

Metodologias de Ensino Aprendizagem:

Aula expositiva-dialogada; Aula expositiva; Resolução de exercícios; Estudo de casos; Trabalho individual; Trabalho em grupo; Debate/Discussão. Estudo dirigido; Resolução de problemas.

Previsão de Trabalhos Discentes:

Trabalho individual; Trabalho em grupo; Prova individual.

Forma de Avaliação:

A avaliação da disciplina é realizada por meio da combinação dos seguintes fatores a serem realizados no ambiente de aprendizagem: (i) verificação da participação em atividades programadas; (ii) aferição do desempenho em tarefas/trabalhos; e (iii) provas. As atividades programadas nas quais a participação é avaliada abrangem conferências web e fóruns de discussão. Ademais, haverá um projeto integrador, que avaliará transversalmente esta disciplina conjuntamente a outras com término em comum. O projeto integrador corresponderá a 40% da nota e será apresentado por meio de vídeo, com autenticação individual ao mostrar um documento de identificação oficial.

Bibliografia:

1. ALBERTS, BRUCE. Biologia molecular da Célula. Porto Alegre-RS. Editora ArtMed, 2017;

2. BORÉM, A. Marcadores Moleculares. Viçosa-MG. Editora UFV, 2016;

3. CORREIA, JOSÉ HENRIQUE ROCHA DIAS; CORREIA, ANTÓNIO AGOSTINO DIAS. Introdução à Biotecnologia Animal Moderna. CIISA. Departamento de Morfologia e Função. Faculdade de Medicina Veterinária de Lisboa, 2007.

 

Obs.

A referência 1 está disponível na Base Biblio Tec.

Consulta à base Biblio Tec em: 10/09/2020.

As referências bibliográficas com tempo de publicação maiores de 5 (cinco) anos permaneceram por serem consideradas clássicas e básicas para a condução da disciplina.

Disciplina: Interação microrganismo-macrorganismos

Carga Horária: 30

Objetivo:

A disciplina se destina a fornecer base teórica aos participantes sobre funcionamento das comunidades microbianas e as relações ecológicas estabelecidas entre estes microrganismos e animais ou plantas.

Programa:

Ecossistemas e comunidades microbianas.

Interação microrganismo-planta: caracterização e aspectos biotecnológicos.

Interação microrganismo-animal: caracterização e aspectos biotecnológicos. 

Métodos usados para a análise de comunidades microbianas associadas a plantas e animais.

Metodologias de Ensino Aprendizagem:

Aulas expositiva e/ou expositiva-dialogada. Resolução de exercícios. Estudos de caso. Trabalhos individual e/ou em grupo. Estudos dirigidos. Debate/Discussão. Desenvolvimento de projetos.

Previsão de Trabalhos Discentes:

Trabalhos individual e/ou em grupo. Prova.

Forma de Avaliação:

A avaliação da disciplina é realizada por meio da combinação de duas ou mais atividades a serem realizadas no ambiente virtual de aprendizagem, descritas a seguir: a) acompanhamento da participação nas atividades planejadas; b) avaliação do desempenho nos exercícios/trabalhos/projetos propostos; c) execução de provas.

Bibliografia:

1. MADIGAN, M.T. et al. Microbiologia de Brock. 14ª ed. São Paulo: Artmed, 2016.

2. TORTORA, G.R. Microbiologia. 12ª Ed. Porto Alegre: Artmed, 2017.

3. ENGELKIRK, Paul G.; ENGELKIRK, Janet Duben. Burton, microbiologia para as ciências da saúde . 9ª Ed. Rio de Janeiro:Guanabara Koogan, 2017.

 

Obs.

Todas as referências estão na Base Biblio Tec.

Consulta à base Biblio Tec em: 10/09/2020.

As referências bibliográficas com tempo de publicação maiores de 5 (cinco) anos permaneceram por serem consideradas clássicas e básicas para a condução da disciplina.

 

Referência complementares: Artigos disponíveis nos Periódicos - Ecology, Frontiers, Microbial Ecology, ISME Journal, Nature, Science, dentre outros.

 

 

Disciplina: Cultura de células e tecidos animais 

Carga Horária: 15

Objetivo:

Apresentar os principais sistemas de cultivo in vitro de células animais de acordo com a aplicação.

Programa:

Isolamento e cultivo in vitro de células eucarióticas e tecidos (explantes). 

Tipos de linhagens celulares.

Sistemas de cultivo.

Comportamento celular em cultivo: morfologia, crescimento, diferenciação e senescência.

Aplicações biotecnológicas.

Metodologias de Ensino Aprendizagem:

Aulas expositivas e orientação na busca de literatura científica correlata seguida de discussão de artigos na área.

Previsão de Trabalhos Discentes:

Pesquisa de literatura científica – individual

Discussão de artigos – em grupo

Prova Teórica

Forma de Avaliação:

A avaliação da disciplina é realizada por meio da combinação de duas ou mais atividades a serem realizadas no ambiente virtual de aprendizagem, descritas a seguir:

acompanhamento da participação nas atividades planejadas;

avaliação do desempenho nos exercícios/trabalhos propostos;

execução de provas.

Bibliografia:

1. Sherwood, L. Fisiologia humana: Das células aos sistemas – Tradução da 7ª edição norte-americana. Cengage Learning Brasil, 2018. 

2. José, J.L.C.U. C. Biologia Celular e Molecular, 9ª edição.: Grupo GEN, 2012.

3. Bruce, A. Biologia Molecular da Célula. [Digite o Local da Editora]: Grupo A, 2017.

4. M., M.C. F. Genética Molecular Básica. [Digite o Local da Editora]: Grupo GEN, 2017.

 

Obs.

Todas as referências estão na Base Biblio Tec.

Consulta à base Biblio Tec em: 10/09/2020.

As referências bibliográficas com tempo de publicação maiores de 5 (cinco) anos permaneceram por serem consideradas clássicas e básicas para a condução da disciplina.

 

Disciplina: Cultura de células e tecidos vegetais 

Carga Horária: 15

Objetivo:

Proporcionar aos acadêmicos conhecimentos sobre a propagação de células e tecidos in vitro.

Explicar as principais técnicas de cultura de células e tecidos.

Apresentar os principais equipamentos utilizados para o cultivo de células vegetais in vitro.

Reforçar os conceitos de pensamento científico e planejamento de experimentos.

Programa:

Histórico e conceitos gerais.

Técnicas de cultivo in vitro.

Meio de cultura.

Segurança e estrutura do laboratório.

Biorreatores.

Contaminações.

Aplicações da cultura de células e tecidos.

Metodologias de Ensino Aprendizagem:

Aula expositiva-dialogada. Estudo de casos. Trabalho individual. Debate/Discussão. Apresentação de seminários.

Previsão de Trabalhos Discentes:

Trabalho individual. Prova individual.

Forma de Avaliação:

A avaliação será realizada pela combinação dos seguintes fatores:

Prova teórica, entrega de trabalhos, apresentação de seminários e verificação de participação nas atividades programadas.

Bibliografia:

1. AMABILE, R. F.; SILVA, PEIXOTO, J. R. Melhoramento de plantas: viabilidade genética, ferramentas e mercado. Embrapa Cerrados, Brasília, 2018.

Disponível em: https://www.embrapa.br/busca-de-publicacoes/-/publicacao/1098740/melhoramento-de-plantas-viabilidade-genetica-ferramentas-e-mercado.

2. Nejar, B. A. Biotecnologia II. Grupo A, Porto Alegre, 2017. 

3. TAIZ, L.; ZEIGER, E. Fisiologia e Desenvolvimento Vegetal. Grupo A, Porto Alegre, 2017

4. TERMIGNONI, Regina Ramos. Cultura de tecidos vegetais. 1. ed. Porto Alegre, RS: Editora UFRGS, 2005. 182 p. ISBN 8570258100.

 

Obs.

As referências 2 e 3 estão na Base Biblio Tec.

Consulta à base Biblio Tec em: 10/09/2020.

As referências bibliográficas com tempo de publicação maiores de 5 (cinco) anos permaneceram por serem consideradas clássicas e básicas para a condução da disciplina.

 

 

Disciplina: Biorreatores e transformação de microrganismos 

Carga Horária: 20

Objetivo:

Capacitar os alunos a conhecer e diferenciar os principais tipos de biorreatores aplicados em processos de crescimento microbiano, assim como a identificar e entender a importância do controle e monitoramento destes processos. Entender o que é e para que serve a transformação microbiana. Desenvolver análise crítica de trabalhos e casos na área de aplicação dos biorreatores e produção de moléculas recombinantes.

Programa:

Transferência de massa e a reação biológica

Modelos de biorreatores e correlações fundamentais

Biorreatores aplicados a cultivo de células microbianas em suspensão.

Biorreatores aplicados a processos com células imobilizadas.

Microrreatores.

Efeito de escala (ampliação e redução de escalas) em bioprocesso.

Parâmetros de controle e monitoramento em bioprocessos.

Processos de Separação e Purificação de Produto

Transformação microbiana (metodologias para transformação, vetores de clonagem, expressão)

Produção de moléculas recombinantes via transformação genética com DNA.

Metodologias de Ensino Aprendizagem:

Aulas expositiva e/ou expositiva-dialogada. Resolução de exercícios. Estudos de caso. Trabalhos individual e/ou em grupo. Estudos dirigidos. Debate/Discussão. Desenvolvimento de projetos.

Previsão de Trabalhos Discentes:

Trabalhos individual e/ou em grupo. Prova.

Forma de Avaliação:

A avaliação da disciplina é realizada por meio da combinação de duas ou mais atividades a serem realizadas no ambiente virtual de aprendizagem, descritas a seguir:

acompanhamento da participação nas atividades planejadas;

avaliação do desempenho nos exercícios/trabalhos/projetos propostos;

execução de provas.

Bibliografia:

1. SCHMIDELL, W., LIMA, U. A, AQUARONE, E., BORZANI, W., Biotecnologia Industrial. V. 2, EDGARD BLUCHER LTDA.

2. ZAHA, A.; FERREIRA, H. B.; PASSAGLIA, L. M. P. (Org.). Biologia molecular básica. 5. ed. Porto Alegre: ArtMed, 2014. 

3. VITOLO, Michele. Biotecnologia Farmacêutica. São Paulo: Blucher, 2015.

 

Obs.

Todas as referências estão na Base Biblio Tec.

Consulta à base Biblio Tec em: 10/09/2020.

As referências bibliográficas com tempo de publicação maiores de 5 (cinco) anos permaneceram por serem consideradas clássicas e básicas para a condução da disciplina.

 

Disciplina: Trabalho de conclusão de Curso 1 (Biotecnologia)

Carga Horária: 15

Objetivo:

Desenvolver a capacidade de aplicação dos conceitos e teorias adquiridas durante o curso de forma integrada, por meio da execução de um trabalho acadêmico. TCC1: elaboração do Projeto de TCC.

Programa:

Normas e legislação pertinentes à realização de TCCs. 

Identificação e estudo das etapas de elaboração de projeto de trabalho científico e/ou tecnológico envolvendo temas abrangidos pelo curso.

Metodologias de Ensino Aprendizagem:

Aulas expositivas e discussão em turma.

Previsão de Trabalhos Discentes:

Preparo de Projeto de TCC1.

Forma de Avaliação:

Ao longo da disciplina serão estabelecidos pontos de checagem do desenvolvimento do Projeto de TCC1, nos quais os alunos deverão apresentar material preliminar.

Ao final da disciplina, os alunos serão arguidos sobre seus projetos em uma Banca de Defesa de TCC1.

Bibliografia:

1. de, C.N.S. E. Leitura e escrita acadêmicas. Grupo A, 2019. 9788533500228.

2. SILVIA, P.D. C. Trabalho de conclusão de curso (TCC): uma abordagem leve, divertida e prática. Editora Saraiva, 2019. 9788571440708.

3. Normas Técnicas – Portal Gedweb https://www.gedweb.com.br/aplicacao/usuario/asp/pre_cadastro.asp

 

Obs.

As referências 1 e 2 estão na Base Biblio Tec.

Consulta à base Biblio Tec em: 10/09/2020.

As referências bibliográficas com tempo de publicação maiores de 5 (cinco) anos permaneceram por serem consideradas clássicas e básicas para a condução da disciplina.

 

Disciplina: Obtenção de animais transgênicos

Carga Horária: 10

Objetivo:

Apresentar as principais técnicas utilizadas na obtenção de um embrião geneticamente modificado com enfoque nas estratégias moleculares aplicadas.

Programa:

Tecnologia do DNA recombinante.

Tipos de modificação (knock in, knock out, knock down).

Modificações transientes e permanentes.

Integração aleatória vs edição gênica.

Ferramentas de edição gênica.

Metodologias de Ensino Aprendizagem:

Aulas expositivas e orientação na busca de literatura científica correlata seguida de discussão de artigos na área.

Previsão de Trabalhos Discentes:

Pesquisa de literatura científica – individual

Discussão de artigos – em grupo

Prova Teórica

Forma de Avaliação:

A avaliação da disciplina é realizada por meio da combinação de duas ou mais atividades a serem realizadas no ambiente virtual de aprendizagem, descritas a seguir:

acompanhamento da participação nas atividades planejadas;

avaliação do desempenho nos exercícios/trabalhos propostos;

execução de provas.

Bibliografia:

1. Alberts, B. et al. (2017) Biologia Molecular da Célula 6th, Biologia Molecular da Célula

2. Menck, C. F. M. (2017) Genética Molecular Básica. 1st edn. Guanabara Koogan S.A. 

3. Snustad, P. D. and Simmons, M. J. (2017) Fundamentos de Genética. 7th edn. 

4. Watson, J. D. et al. (2015) Biologia Molecular do Gene, Artmed Editora

 

Obs.

Todas as referências estão na Base Biblio Tec.

Consulta à base Biblio Tec em: 10/09/2020.

As referências bibliográficas com tempo de publicação maiores de 5 (cinco) anos permaneceram por serem consideradas clássicas e básicas para a condução da disciplina.


Referências complementares: Artigos dos Períódicos: Cell, Development, Genes and Development, Molecular Reproduction and Development, Nature Biotechnology, Nature Genetics, PLoS GENETICS, PLoS ONE, PNAS, Science, Scientific Reports, Transgenic Research, Trends in Genetics.

 

Disciplina: Transformação genética de plantas

Carga Horária: 10

Objetivo:

O aluno deverá possuir conhecimento sobre os fundamentos e as principais técnicas atualmente utilizadas para a transformação genética de plantas. 

Programa:

Princípios da transformação genética de plantas.

Tecnologia do DNA recombinante.

Métodos de transformação genética plantas.

Obtenção de plantas transgênicas visando a resistência a herbicidas, resistência a estresses bióticos e abióticos, melhoria da qualidade e produtividade.

Metodologias de Ensino Aprendizagem:

Aulas expositiva e/ou expositiva-dialogada. Leitura e discussão de artigos científicos da área.  Trabalhos individual e/ou em grupo.

Previsão de Trabalhos Discentes:

Trabalhos individual e/ou em grupo. Prova individual.

Forma de Avaliação:

A avaliação da disciplina é realizada por meio da combinação de duas ou mais atividades a serem realizadas no ambiente virtual de aprendizagem, descritas a seguir:

  1. acompanhamento da participação nas atividades planejadas;
  2. avaliação do desempenho nos exercícios/trabalhos/projetos propostos;
  3. execução de provas.

Bibliografia:

1. ZAHA, A.; FERREIRA, H. B.; PASSAGLIA, L. M. P. (Org.). Biologia molecular básica. 5. ed. Porto Alegre: ArtMed, 2014. 

2. Torres, A.C.; Caldas, L.S.; Buso, J.A. Cultura de tecidos e transformação genética de plantas. Vol 2. Brasília: Embrapa-SPI / Embrapa-CNPH, 1998.

3. Torres, A.C.; Dusi, A.N.; Santos, M.D.M. dos. Transformação genética de plantas via Agrobacterium: teoria e prática. Embrapa Hortaliças, 2007.

4. Brasileiro, A.C.M; Carneiro, V.T.C. Manual de transformação genética de plantas. Brasília: Embrapa-SPI / Embrapa-Cenargen, 1998. 309 p

5. BORÉM, A. Biotecnologia florestal. Viçosa, MG : UFV, 2007. 387p.

 

Obs.

A referência 1 está na Base Biblio Tec.

Consulta à base Biblio Tec em: 10/09/2020.

As referências bibliográficas com tempo de publicação maiores de 5 (cinco) anos permaneceram por serem consideradas clássicas e básicas para a condução da disciplina.

 

Disciplina: Biossegurança dos transgênicos

Carga Horária: 10

Objetivo:

O aluno deverá deter o conhecimento básico sobre a legislação e os procedimentos relacionados à biossegurança para liberação e comercialização das plantas transgênicas.

Programa:

Fundamentos de biossegurança dos transgênicos.

Normas de biossegurança.

Avaliação dos riscos dos organismos geneticamente modificados.

Legislação brasileira.

Metodologias de Ensino Aprendizagem:

Aulas expositiva e/ou expositiva-dialogada. Estudos de caso. Trabalhos individual e/ou em grupo. Debate/Discussão.

Previsão de Trabalhos Discentes:

Trabalhos individual e/ou em grupo. Prova individual.

Forma de Avaliação:

A avaliação da disciplina é realizada por meio da combinação de duas ou mais atividades a serem realizadas no ambiente virtual de aprendizagem, descritas a seguir:

  1. acompanhamento da participação nas atividades planejadas;
  2. avaliação do desempenho nos exercícios/trabalhos/projetos propostos;
  3. execução de provas.

Bibliografia:

1. HIRATA, M.H., HIRATA, R.D.C. MANCINI Filho, J. Manual de biossegurança. São Paulo: Manole, 2012.

2. STAPENHORST, A., BALLESTRERI, É., FRANÇA, F.S., AQUISTAPASE, A.P.D. Biossegurança. Porto Alegre: SER - SAGAH, 2018.

3. BORÉM, A. ROMANO, E., SÁ, M.F.G. de. Fluxo gênico e transgênicos. 2 ed. Viçosa, MG : UFV, 2007. 199p. .

4. FAGUNDEZ, P.R.Á., LEITE, J.R.M. Biossegurança e novas tecnologias na sociedade de risco: aspectos  jurídicos, técnicos e sociais. Florianópolis, SC : Conceito Editorial, 2007. 471p.

5. FALEIRO, F. G.ANDRADE, S. R. M. de. Biotecnologia, transgênicos e biossegurança. Embrapa Cerrados, 2009. Disponível: Link: https://www.alice.cnptia.embrapa.br/bitstream/doc/571813/1/faleiro02.pdf

 

Obs.

As referências 1 e 2 estão na Base Biblio Tec.

Consulta à base Biblio Tec em: 10/09/2020.

As referências bibliográficas com tempo de publicação maiores de 5 (cinco) anos permaneceram por serem consideradas clássicas e básicas para a condução da disciplina.

 

Disciplina: Ética na pesquisa com animais

Carga Horária: 10

Objetivo:

A disciplina objetiva explicar de forma dialógica as interpretações e melhor utilização para aplicação da Lei nº 11.794/2008 (Lei Arouca), bem como os demais instrumentos legais e normativos que regulamentam atividades com animais vertebrados não humanos para fins de ensino ou de pesquisa científica.

Programa:

Lei nº 11.794/2008 - Lei Arouca - e sua regulamentação segundo a interpretação do CONCEA a respeito dos artigos da Lei e do Decreto a partir de suas Resoluções Normativas e Orientações Técnicas.

Estruturação, controle e trabalho da CEUA, suas obrigações legais, composição, organização, atribuições e responsabilidades éticas.

Trabalhando legalmente com os animais protegidos pela Lei nº 11.794/2008 - Lei Arouca - e seus mecanismos regulatórios.

Modelos e práticas para o trabalho legal com animais não humanos em instituições de pesquisa científica ou de ensino no Brasil.

Metodologias de Ensino Aprendizagem:

Aulas expositivas dialogadas, discussão de artigos científicos e das legislações pertinentes. Discussão de estudos de caso e documentações.

Previsão de Trabalhos Discentes:

Trabalhos individuais e em grupo. Avaliação ao final da disciplina individual.

Forma de Avaliação:

A avaliação da disciplina será realizada por meio da combinação dos seguintes itens a serem realizados no ambiente de aprendizado:(i) verificar a participação em atividades programadas (ii) desempenho em tarefas/trabalhos (iii) avaliação. A participação será computada em atividades durante web conferências e fóruns de discussão.

Bibliografia:

BRASIL. Lei n. 11.794 de 08/10/2008 (Lei Arouca) - Regulamenta o inciso VII do § 1o do art. 225 da Constituição Federal, estabelecendo procedimentos para o uso científico de animais. 2008, p. 1–7.

CONCEA, (CONSELHO NACIONAL DE CONTROLE DE EXPERIMENTAÇÃO ANIMAL). Normativas do CONCEA. 3. ed. [s.l.] CONSELHO NACIONAL DE CONTROLE DE EXPERIMENTAÇÃO ANIMAL, 2016.

Brasil. 2009. DECRETO Nº 6.899, DE 15 DE JULHO DE 2009.Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2009/Decreto/D6899.htm

Legislações disponíveis na página do CONCEA. https://www.gov.br/mcti/pt-br (Resolução Normativa 01 a Resolução Normativa 44)

Morton, DB. (2020) Ethics and animal research. Veterinary Record 186, 356. http://dx.doi.org/10.1136/vr.m1081.

Obs.

As referências, por se tratar de leis, decretos e normativas estão disponíveis gratuitamente on-line.

Consulta em: 10/09/2020.

 

Disciplina: Trabalho de conclusão de Curso 2 (Biotecnologia)

Carga Horária: 15

Desenvolver a capacidade de aplicação dos conceitos e teorias adquiridas durante o curso de forma integrada, por meio da execução de um trabalho acadêmico. TCC2: elaboração da Monografia de TCC ou artigo científico.

Programa:

Normas e legislação pertinentes à realização de TCCs.

Metodologias de Ensino Aprendizagem:

Acompanhamento síncrono do desenvolvimento dos Trabalhos de Conclusão de Curso.

Previsão de Trabalhos Discentes:

Preparo da Monografia de TCC2 ou artigo científico

Forma de Avaliação:

Ao longo da disciplina serão estabelecidos pontos de checagem do desenvolvimento da Monografia de TCC, nos quais os alunos deverão apresentar material preliminar.

Ao final da disciplina, os alunos serão arguidos sobre suas monografias em uma Banca de Defesa de TCC2.

Bibliografia:

1. de, C.N.S. E. Leitura e escrita acadêmicas. Grupo A, 2019. 9788533500228.

2. SILVIA, P.D. C. Trabalho de conclusão de curso (TCC): uma abordagem leve, divertida e prática. Editora Saraiva, 2019. 9788571440708.

3. Normas Técnicas – Portal Gedweb https://www.gedweb.com.br/aplicacao/usuario/asp/pre_cadastro.asp

 

Obs.

As referências 1 e 2 estão na Base Biblio Tec.

Consulta à base Biblio Tec em: 10/09/2020.

As referências bibliográficas com tempo de publicação maiores de 5 (cinco) anos permaneceram por serem consideradas clássicas e básicas para a condução da disciplina.

 

Disciplina: Fundamentos de Bioinformática

Carga Horária: 20

Objetivo:

Proporcionar aos alunos conhecimentos práticos da bioinformática e sua aplicação na pesquisa científica.

Apresentar os principais bancos de dados biológicos.

Explicar os objetivos das pesquisas em Bioinformática.

Demonstrar aplicações das ferramentas de desenho de primers, e alinhamentos locais e globais, entre outras.

Realizar aulas práticas para aplicação do conhecimento adquirido.

Programa:

Conceitos básicos e histórico da bioinformática.

Bancos de dados biológicos.

Alinhamento de sequências.

Bioinformática aplicada a análises comparativas.

Desenho de primers.

Aplicações da bioinformática

Metodologias de Ensino Aprendizagem:

Aula expositiva-dialogada. Aula prática. Estudo de casos. Trabalho individual. Debate/Discussão. Apresentação de seminários.

Previsão de Trabalhos Discentes:

Trabalho individual. Prova individual.

Forma de Avaliação:

A avaliação será realizada pela combinação dos seguintes fatores:

Prova teórica, desenvolvimento e resolução de trabalhos denominados atividades práticas, apresentação de seminários e verificação de participação nas atividades programadas.

Bibliografia:

1. GERARDON, B. B. Biologia molecular e biotecnologia. Grupo A, Porto Alegre, 2018.

2. GRIFFITHS. Introdução à Genética. [Digite o Local da Editora]: Grupo GEN, 2016.

3. PIERCE, A. B. Genética - Um Enfoque Conceitual, 5ª edição. Grupo GEN, São Paulo, 2016

4. RICHA, W.J.D.B.T.A.B.S.P.G.A.L.M. L. Biologia Molecular do Gene. Grupo A, Porto Alegre, 2015

5. SNUSTAD, J. D. P.; Simnons, M. Fundamentos de Genética, 7ª edição. Grupo GEN, São Paulo, 2017.

 

Obs.

Todas as referências estão na Base Biblio Tec.

Consulta à base Biblio Tec em: 10/09/2020.

 

Disciplina: Introdução à sistemas operacionais e linguagens de programação

Carga Horária: 10

Objetivo:

Geral:

- apresentar aos alunos os principais sistemas operacionais e linguagens de programação utilizados em Bioinformática.

Específicos:

- apresentar conceitos introdutórios de organização de computadores e sistemas operacionais;

- diferenciar os principais tipos de arquivos a serem utilizados para análises em Bioinformática;

- mostrar as principais linguagens de programação e compiladores utilizados em Bioinformática;

- apresentar conceitos elementares de algoritmos.

Programa:

Sistemas operacionais.

Tipos de arquivos.

Noções introdutórias de linguagens de programação (e.g. Python, Perl, Shell).

Conceitos elementares de algoritmos.

Metodologias de Ensino Aprendizagem:

Os materiais para estudo serão disponibilizados em plataforma on-line, bem como as atividades a serem realizadas. É de responsabilidade do aluno acessar a plataforma e gerir suas atividades. As dúvidas poderão ser esclarecidas em fóruns específicos ou por e-mail.

Previsão de Trabalhos Discentes:

Os discentes participarão de atividades à distância tais como: fóruns de discussão, questionários e trabalho final a ser entregue ao final da disciplina.

Forma de Avaliação:

O aproveitamento dos alunos será avaliado por meio de sua participação nos fóruns de discussão, realização das atividades propostas (questionários) e de um trabalho final. Em todas as atividades será avaliada a capacidade de compreensão e assimilação dos conceitos apresentados, bem como sua capacidade de argumentação embasada nos fundamentos teóricos estudados.

Bibliografia:

1. MARÇULA, M. Informática: conceitos e aplicações. São Paulo: Erica, 2019. ISBN 9788536531984.

2. RIBEIRO, J. A. Introdução à Programação e aos algoritmos. 1. ed. Rio de Janeiro: Grupo GEN, 2019. ISBN 9788521636410.

3. WAZLAWICK, R. S. Introdução aos algoritmos e programação com python: uma abordagem dirigida por testes. 1. ed. Rio de Janeiro: Grupo GEN, 2017. ISBN 9788595156968.

4. DWYER, R. A. From Bioinformatics Basics to Working Code. 1. ed. New York: Cambridge University Press. 2003. ISBN 9780521801775.

5. ION M.; ALEXANDER Z. Bioinformatics Algorithms: Techniques and Applications. Hoboken, N.J.: Wiley-Interscience, 2008. ISBN 9780470097731.

 

Obs.

Todas as referências estão na Base Biblio Tec.

Consulta à base Biblio Tec em: 10/09/2020.

As referências bibliográficas com tempo de publicação maiores de 5 (cinco) anos permaneceram por serem consideradas clássicas e básicas para a condução da disciplina.

 

Disciplina: Bancos de dados

Carga Horária: 10

Objetivo:

Proporcionar aos alunos conhecimentos teóricos e práticos sobre Bancos de Dados utilizados na área de Bioinformática.

Programa:

O programa desta disciplina abrange.

Uma visão geral do funcionamento de redes de computadores, as quais proporcionam a comunicação dos Bancos de Dados.

A motivação para utilização de Banco de Dados.

SGBDs - Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados e seus usuários.

Modelos de Bancos de Dados.

Organização, armazenamento de dados e Indexação.

Conceitos sobre o funcionamento dos Sistemas de Bancos de Dados Distribuídos.

Linguagem SQL - Standard Query Language. 

Fundamentos de mineração de dados.

Metodologias de Ensino Aprendizagem:

As aulas serão online e classificadas como expositivas/dialogadas, onde, durante a explanação do tema, os alunos poderão dialogar e tirar suas dúvidas. Nelas serão ensinados os conteúdos do programa da disciplina, enfocando nos conceitos mais pertinentes de Banco de Dados para a área de Bioinformática. As aulas serão realizadas de maneira online via (Google Meet ou RNP). Para a organização e distribuição do material, bem como dos exercícios, será utilizada a Plataforma Moodle.

Previsão de Trabalhos Discentes:

Os trabalhos discentes se resumem nas Atividades Programadas – AP, as quais serão constituídas de exercícios e/ou trabalhos solicitados pelo professor. A nota de AP será composta pelo somatório ponderado de todos os exercícios e/ou trabalhos entregues ou apresentados ao professor nas datas a serem acordadas, ou seja, cada trabalho/exercício terá um peso individual a fim de compor a nota total final de AP.

Forma de Avaliação:

  1. Avaliação do aproveitamento acadêmico por meio de uma avaliação online (P1)
  2. A verificação de frequência e participação nas Atividades Programadas (AP)

 

A Fórmula da Média Final (MF): MF = (P1*6 + AP*4)/10.

Bibliografia:

1. BARRETO, J. dos S. Fundamentos de redes de computadores. Porto Alegre: SAGAH, 2018. ISBN 9788595027138. Disponível em: http://search.ebscohost.com/login.aspx?direct=true&db=edsmib&AN=edsmib.000014631&lang=pt-br&site=eds-live&scope=site. Acesso em: 9 set. 2020.

2. GOLDSCHMIDT, Ronaldo; PASSOS, Emmanuel. Data mining: um guia prático. Gulf Professional Publishing, 2005.

3. HEUSER, C. A. Projeto de banco de dados. Porto Alegre, RS: Bookman, 2008. 

4. NIELD, T. Introdução à Linguagem SQL: Abordagem Prática Para Iniciantes. São Paulo, SP: Novatec, 2016.

5. SILBERSCHATZ, A.; KORTH, H. F.; SUDARSHAN, S. Sistema de banco de dados. Rio de Janeiro, RJ: Elsevier, 2012.

 

Obs.

As referências 1 e 3 estão na Base Biblio Tec.

Consulta à base Biblio Tec em: 10/09/2020.

As bibliografias com mais cinco anos são referentes a temas introdutórios e fundamentais na área da disciplina.

 

Disciplina: Trabalho de conclusão de Curso 1 (Bioinformática)

Carga Horária: 15

Objetivo:

- Proporcionar aos alunos os elementos necessários para o desenvolvimento de habilidades para a realização e apresentação do projeto de Trabalho de Conclusão de Curso;

- Proporcionar aos alunos os elementos necessários para o aprimoramento da capacidade de planejamento, produção, interpretação e síntese de conhecimento científico;

- Proporcionar aos alunos os elementos necessários para o aprimoramento da leitura e escritas formais científicas;

- Proporcionar os elementos necessários para que os alunos saibam utilizar as normas vigentes destinadas à elaboração de trabalhos acadêmicos;

- Proporcionar aos acadêmicos os elementos necessários para o aprimoramento das habilidades de apresentação em público.

Programa:

Introdução ao Trabalho de Conclusão de Curso 1.

Projeto e Delineamento do Trabalho de Conclusão de Curso.

Características e elaboração dos elementos textuais Objetivos, Introdução, Justificativa, Material e Métodos, Resultados Esperados e Resumo.

Elementos Pré-textuais em Trabalho de Conclusão de Curso.

Elementos Pós-textuais em Trabalhos de Conclusão de Curso.

Referências Bibliográficas.

Normas vigentes para elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso.

Apresentação oral do Trabalho de Conclusão de Curso 1.

Metodologias de Ensino Aprendizagem:

Leitura e interpretação de textos sobre conteúdos da disciplina.

Estudos de caso sobre assuntos relacionados à disciplina.

Exposição escrita e oral sobre os conteúdos da disciplina.

Previsão de Trabalhos Discentes:

Está prevista a solicitação de trabalhos envolvendo a produção dos elementos textuais que comporão o projeto de Trabalho de Conclusão de Curso 1:

- Objetivos.

- Delineamento do projeto.

- Revisão Bibliográfica.

- Material e Métodos.

- Resultados Esperados .

- Introdução.

Forma de Avaliação:

A avaliação da disciplina será realizada mediante:

- Entrega, em data previamente agendada, dos elementos textuais que comporão o projeto de Trabalho de Conclusão de Curso 1 (Revisão Bibliográfica, Material e Métodos, Resultados Esperado, Introdução/Objetivos, Resumo/Abstract), bem como da versão de defesa do projeto pronto (esta versão será defendida frente a uma banca avaliadora); e da versão corrigida do projeto após defesa.

- Provas teóricas sobre os assuntos da disciplina.

Bibliografia:

1. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 14724: informação e documentação - trabalhos acadêmicos- apresentação. Rio de Janeiro, 2011.

2. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 10520: informação e documentação - citações em documentos – apresentação. Rio de Janeiro, 2002.

3. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6023: informação e documentação - referências - elaboração. Rio de Janeiro, 2002.

4. FARACO, C. A.; TEZZA, C. Prática de texto para estudantes universitários. 24 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

5. VOLPATO, G. L. Guia prático para redação científica. Botucatu, SP: Best Writing, 2015.

 

Obs.

As referências, por se tratar de normas técnicas estão disponíveis on-line.

Consulta em: 10/09/2020.

As referências com mais de 5 anos são utilizadas dado o fato que as normas técnicas não receberam atualizações posteriores.

 

Disciplina: Análise de diversidade genética

Carga Horária: 10

Objetivo:

Apresentar os principais objetivos da análise de diversidade genética.

Discutir trabalhos que envolvam análise de diversidade genética.

Proporcionar aos alunos sobre a importância da Bioinformática na análise de diversidade genética.

Programa:

Diversidade genética: Definição e objetivos.

Importância das mutações genéticas.

Análises filogenéticas.

Construção de Dendrogramas

Metodologias de Ensino Aprendizagem:

Aula expositiva-dialogada. Aula prática. Estudo de casos. Trabalho individual. Debate/Discussão. Apresentação de seminários.

Previsão de Trabalhos Discentes:

Trabalho individual. Prova individual.

Forma de Avaliação:

A avaliação será realizada pela combinação dos seguintes fatores:

Prova teórica, desenvolvimento e resolução de trabalhos denominados atividades práticas, apresentação de seminários e verificação de participação nas atividades programadas.

Bibliografia:

1. GERARDON, B. B. Biologia molecular e biotecnologia. Grupo A, Porto Alegre, 2018.

2. GRIFFITHS. Introdução à Genética. [Digite o Local da Editora]: Grupo GEN, 2016.

3. PIERCE, A. B. Genética - Um Enfoque Conceitual, 5ª edição. Grupo GEN, São Paulo, 2016

4. RICHA, W.J.D.B.T.A.B.S.P.G.A.L.M. L. Biologia Molecular do Gene. Grupo A, Porto Alegre, 2015

5. SNUSTAD, J. D. P.; Simnons, M. Fundamentos de Genética, 7ª edição. Grupo GEN, São Paulo, 2017.

 

Obs.

Todas as referências estão na Base Biblio Tec.

Consulta à base Biblio Tec em: 10/09/2020.

 

Disciplina: Ômicas

Carga Horária: 30

Objetivo:

A disciplina se destina a familiarizar os participantes com a fundamentação teórica e aplicações de diversas abordagens das ciências ômicas: genômica, transcriptômica, proteômica, metabolômica e metagenômica.

Programa:

Introdução às Ciências Ômicas.

Biodiversidade como fonte para bioprospecção de genes, enzimas e moléculas de interesse.

Ferramentas de Bioinformática e aplicadas as Ômicas.

Genômica.

Transcriptômica.

Proteômica.

Metabolômica.

Metagenômica.

Metodologias de Ensino Aprendizagem:

Aulas expositiva e/ou expositiva-dialogada. Resolução de exercícios. Estudos de caso. Trabalhos individual e/ou em grupo. Estudos dirigidos. Debate/Discussão. Desenvolvimento de projetos.

Previsão de Trabalhos Discentes:

Trabalhos individual e/ou em grupo. Prova.

Forma de Avaliação:

A avaliação da disciplina é realizada por meio da combinação de duas ou mais atividades a serem realizadas no ambiente virtual de aprendizagem, descritas a seguir: a) acompanhamento da participação nas atividades planejadas; b) avaliação do desempenho nos exercícios/trabalhos/projetos propostos; c)execução de provas.

Bibliografia:

1. ALBERTS, Bruce et al. Biologia molecular da célula. 6. ed. Porto Alegre: ArtMed Editora, 2017.

2. SNUSTAD, D. Peter; SIMMONS, Michael J. Fundamentos de genética. 7. ed. Rio de Janeiro, RJ: Guanabara Koogan, 2020. 

3. ZAHA, A.; FERREIRA, H. B.; PASSAGLIA, L. M. P. (Org.). Biologia molecular básica. 5. ed. Porto Alegre: ArtMed, 2014. 

4. WATSON, James D.; BAKER, Tania A.; BELL, Stephen P.; GANN, Alexander; LEVINE, Michael; LOSICK, Richard. Biologia molecular do gene. 7. ed. Porto Alegre, RS: Artmed, 2015.

 

Obs.

Todas as referências estão na Base Biblio Tec.

Consulta à base Biblio Tec em: 10/09/2020.

As referências com mais de 5 anos ZAHA et al. 2014 e WATSON et al. 2015 são as mais atuais até o momento disponíveis na Biblio Tec.


Referência complementares: Artigos disponíveis nos Periódicos - Ecology, Frontiers, Microbial Ecology, ISME Journal, Nature, Science, dentre outros.

 

Disciplina: Trabalho de conclusão de Curso 2 (Bioinformática)

Carga Horária: 15

Objetivo:

- Proporcionar aos alunos os elementos necessários para o desenvolvimento de habilidades para a execução e apresentação de Trabalho de Conclusão de Curso;

- Proporcionar aos alunos os elementos necessários para o aprimoramento da capacidade de produção, interpretação e síntese de conhecimento científico;

- Proporcionar aos alunos os elementos necessários para o aprimoramento da leitura e escritas formais científicas;

- Proporcionar os elementos necessários para que os alunos saibam utilizar as normas vigentes destinadas à elaboração de trabalhos acadêmicos;

- Proporcionar aos acadêmicos os elementos necessários para o aprimoramento das habilidades de apresentação em público.

Programa:

Introdução ao Trabalho de Conclusão de Curso 2.

Características e elaboração dos elementos textuais Material e Métodos, Resultados, Discussão, Conclusão e Resumo.

Elementos ilustrativos em Trabalho de Conclusão de Curso 2.

Elementos Pré-textuais em Trabalho de Conclusão de Curso 2.

Elementos Pós-textuais em Trabalhos de Conclusão de Curso 2.

Referências Bibliográficas.

Normas vigentes para elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso.

Apresentação oral do Trabalho de Conclusão de Curso 2.

Metodologias de Ensino Aprendizagem:

Leitura e interpretação de textos sobre conteúdos da disciplina.

Estudos de caso sobre assuntos relacionados à disciplina.

Exposição escrita e oral sobre os conteúdos da disciplina.

Previsão de Trabalhos Discentes:

Está prevista a solicitação de trabalhos envolvendo a produção dos elementos textuais que comporão o projeto de Trabalho de Conclusão de Curso 2:

- Material e Métodos.

- Resultados e Discussão.

- Conclusão.

- Resumo e Abstract.

Forma de Avaliação:

A avaliação da disciplina será realizada mediante:

- Entrega, em data previamente agendada, dos elementos textuais que comporão o Trabalho de Conclusão de Curso 2 (Material e Métodos, Resultados e Discussão, Conclusão, Resumo e Abstract), bem como da versão de defesa do Trabalho de Conclusão de Curso pronto (esta versão será defendida frente a uma banca avaliadora); e da versão corrigida do trabalho após defesa.

- Provas teóricas sobre os assuntos da disciplina.

Bibliografia:

1. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 14724: informação e documentação - trabalhos acadêmicos- apresentação. Rio de Janeiro, 2011.

2. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 10520: informação e documentação - citações em documentos – apresentação. Rio de Janeiro, 2002.

3. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6023: informação e documentação - referências - elaboração. Rio de Janeiro, 2002.

4. FARACO, C. A.; TEZZA, C. Prática de texto para estudantes universitários. 24 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

5. VOLPATO, G. L. Guia prático para redação científica. Botucatu, SP: Best Writing, 2015.

 

Obs.

As referências, por se tratar de normas técnicas estão disponíveis on-line.

Consulta em: 10/09/2020.

As referências com mais de 5 anos são utilizadas dado o fato que as normas técnicas não receberam atualizações posteriores.

 

DOCENTES DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO

Disciplina

Carga Horária (horas)

Titulação

Docente Responsável

Link para o Currículo Lattes

Instituição

Genética 

45h

Doutora

Simone Neumann Wendt

http://lattes.cnpq.br/4906080350398487

UTFPR-DV

Fundamentos de Biologia Molecular

45h

Doutora

Doutora

Juliana Vitoria Messias Bittencourt 

Naiana Cristine Gabiatti

http://lattes.cnpq.br/5844979052853050

 

http://lattes.cnpq.br/2104316393734002

UTFPR-PG

 

UTFPR-DV

Revisão sistemática de Literatura

30h

Doutora

Nedia De Castilhos Ghisi

http://lattes.cnpq.br/4542801151720873

UTFPR-DV

Técnicas de Biologia Molecular

30h

Doutora

Juliana Morini Kupper Cardoso Perseguini

Lattes: http://lattes.cnpq.br/9162366666070378

UTFPR-DV

Escrita Científica

20h

Doutora

Fernanda Ferrari

http://lattes.cnpq.br/8771581072531465

UTFPR-DV

Técnicas de Engenharia Genética Microbiana

45h

Doutor

Cleverson Busso

http://lattes.cnpq.br/5986131313813011

UTFPR-TD

Marcadores Moleculares

40h

Doutora

Juliana Vitoria Messias Bittencourt 

 

http://lattes.cnpq.br/5844979052853050

UTFPR_PG

Biologia molecular aplicada ao melhoramento e conservação genética de plantas.

10h

Doutora

Juliana Morini Kupper Cardoso Perseguini

Lattes: http://lattes.cnpq.br/9162366666070378

UTFPR-DV

Biologia molecular aplicada ao melhoramento e conservação genética de animais.

10h

Doutora

Juliana Morini Kupper Cardoso Perseguini

Lattes: http://lattes.cnpq.br/9162366666070378

UTFPR-DV

Interação microrganismo-macrorganismos

30h

Doutora

Deborah Catharine De Assis Leite

http://lattes.cnpq.br/5891155336419190

UTFPR-DV

Cultura de células e tecidos animais 

15h

Doutora

Flavia Regina Oliveira De Barros

http://lattes.cnpq.br/5232976682216683

UTFPR-DV

Cultura de células e tecidos vegetais 

15h

Doutora

Betty Cristiane Kuhn

http://lattes.cnpq.br/0767152342365472

UTFPR-DV

Biorreatores e transformação de microrganismos 

20h

 

Doutora

Naiana Cristine Gabiatti

http://lattes.cnpq.br/2104316393734002

UTFPR-DV

Trabalho de conclusão de Curso 1 (Biotecnologia)

15h

Doutora

Flavia Regina Oliveira De Barros

http://lattes.cnpq.br/5232976682216683

UTFPR-DV

Obtenção de animais transgênicos

10 h

Doutora

Flavia Regina Oliveira De Barros

http://lattes.cnpq.br/5232976682216683

UTFPR-DV

Transformação genética de plantas

10 h

Doutora

Simone Neumann Wendt

http://lattes.cnpq.br/4906080350398487

UTFPR-DV

Biossegurança dos transgênicos

10 h

Doutora

Simone Neumann Wendt

http://lattes.cnpq.br/4906080350398487

UTFPR-DV

Ética na pesquisa com animais

10 h

Doutora

Nedia De Castilhos Ghisi

http://lattes.cnpq.br/4542801151720873

UTFPR-DV

Trabalho de conclusão de Curso 2 (Biotecnologia)

15h

Doutora

Flavia Regina Oliveira De Barros

http://lattes.cnpq.br/5232976682216683

UTFPR-DV

Fundamentos de Bioinformática

20h

Doutora

Betty Cristiane Kuhn

http://lattes.cnpq.br/0767152342365472

UTFPR-DV

Introdução à sistemas operacionais e linguagens de programação;

10h

Mestra

Caroline Dall Agnol.

http://lattes.cnpq.br/5511173676952563

UTFPR-DV

Bancos de dados;

10h

Doutor

Newton Carlos Will

http://lattes.cnpq.br/3522891754495871

UTFPR-DV

Trabalho de conclusão de Curso 1

15h

Doutora

Fernanda Ferrari

http://lattes.cnpq.br/8771581072531465

UTFPR-DV

Análise de diversidade

10h

Doutora

Betty Cristiane Kuhn

http://lattes.cnpq.br/0767152342365472

UTFPR-DV

Ômicas

30h

Doutora

 

Doutora

Deborah Catharine De Assis Leite

Naiana Cristine Gabiatti

http://lattes.cnpq.br/5891155336419190

 

 

UTFPR-DV

 

UTFPR-DV

Trabalho de conclusão de Curso 2

15h

Doutora

Fernanda Ferrari

http://lattes.cnpq.br/8771581072531465

UTFPR-DV

Obs.: O quadro de professores poderá sofre alterações sem perda de conteúdo ou de qualidade das aulas.